27.04.2021

Como saber se sua enxaqueca tem ligação com problemas dentais?

Você sabia que a dor de cabeça pode indicar a presença de problemas bucais? Saiba como identificar o quadro!
Você sabia que a dor de cabeça pode indicar a presença de problemas bucais? Saiba como identificar o quadro!

Você tem lidado com crises constantes de enxaqueca? É importante ligar o sinal de alerta, isso pode ser um sinal de problemas bucais. Embora esse incômodo possa ser causado por uma série de fatores, como estresse ou problemas neurológicos, ele também pode ser motivado por doenças que atingem a saúde bucal, como a pulpite e o bruxismo. Para entender melhor a relação entre os quadros, o Sorrisologia conversou com o dentista Igor Puga que revelou quando a dor de cabeça pode ser um alerta para problemas dentais. Confira!

Dor de cabeça vs. problemas bucais: entenda a relação entre os quadros

De acordo com a Sociedade Internacional de Cefaléia, existem mais de 150 tipos diferentes de dores de cabeça e estima-se que quase 90% da população já sofreu com o incômodo em algum momento. No entanto, as chamadas dores de cabeça de origem dentária podem ser causadas por uma série de fatores. “Ela pode ser proveniente de dentes com pulpite, disfunção temporomandibular, bruxismo e até mesmo infecções dentárias”, explica o dentista.

Por isso, é importante que a qualquer sinal de incômodo, o paciente busque um profissional qualificado para realizar um exame clínico e anamnese minuciosa para identificar a origem da dor de cabeça e estabelecer um tratamento complexo, multidisciplinar e individualizado.

As características da dor de cabeça podem variar de acordo com os problemas dentais

Depois de descobrir que a enxaqueca pode estar relacionada com problemas bucais, você certamente deve estar se perguntando como identificar os sinais do quadro. Para isso, é importante ter em mente que as características das dores podem variar de acordo com a patologia. No caso de pulpite dentária ou DTM, por exemplo, o incômodo costuma ser agravado em momentos de estresse.

Por outro lado, a enxaqueca causada por bruxismo pode se manifestar em regiões específicas da face. “Ela costuma acontecer na região das têmporas e no rosto, piorando com movimentos da boca ou durante a mastigação”, revela o dentista. Além disso, a sua duração costuma ser longa, podendo persistir de 4 a 72 horas.

Como amenizar esse tipo de dor de cabeça?

Na maioria das vezes, a enxaqueca tende a sumir ou diminuir quando o agente causador é devidamente tratado. No caso de dores causadas por bruxismo, por exemplo, existem uma série de atitudes que podem ser tomadas. “Pode ser controlado com medidas de higiene do sono, descarte e manejo de fatores associados, como álcool, fumo, drogas ou substâncias estimulantes, e ainda com placas oclusais confeccionadas por cirurgião-dentista”, afirma o especialista.

Já no caso de enxaqueca causada por pulpite ou DTM, o incômodo pode ser resolvido com restabelecimento da função oclusal, fisioterapia orofacial e laserterapia. Por isso, antes de mais nada, é importante identificar o motivo por trás do incômodo através de um diagnóstico com especialista.

Esse artigo contou com a participação profissional de:
Igor Puga - Cirurgião-dentista com formação em harmonização facial
CRO-RJ: 28418


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal