01.10.2021

Bruxismo tem tratamento?

O bruxismo é uma condição perigosa, mas que pode ser controlada de diferentes formas.
O bruxismo é uma condição perigosa, mas que pode ser controlada de diferentes formas.

O bruxismo é, certamente, uma das doenças bucais que mais trazem desconforto para os pacientes. Caracterizado pelo hábito de ranger ou apertar os dentes, o quadro pode provocar uma série de sintomas, como dor de dente, DTM e até mesmo desgaste dentário. Por esse motivo, é comum que uma das principais dúvidas seja se o bruxismo tem cura ou não. Embora não seja possível eliminar de vez esse problema, existem algumas medidas que podem aliviar os incômodos, como o uso da placa de bruxismo e outras técnicas. Para te deixar por dentro do assunto, conversamos com a dentista Cecilia Costa, do Rio de Janeiro, que revelou dicas de como tratar bruxismo. Veja só!

A placa para bruxismo é o principal tratamento para doença

Ainda que seja um quadro sem cura, existe “remédio para bruxismo”. “O paciente precisa entender que ele tem o bruxismo e precisa, junto com o dentista e outros profissionais qualificados, controlar de todas as formas possíveis da doença”, aconselha a especialista. Nesse caso, uma das principais alternativas de tratamento para bruxismo é o uso da placa oclusal. “Ela funciona como um protetor, o que permite que paciente continue fazendo os movimentos do bruxismo. No entanto, os dentes vão ter alguma proteção e, ao invés de desgastá-los, o paciente vai desgastar a placa para bruxismo”, explica Cecilia.

Mas, vale destacar que assim como todo acessório bucal móvel, o aparelho para bruxismo, como também é conhecido, requer alguns cuidados em relação à sua limpeza. Para evitar a proliferação de fungos na placa, o ideal é higienizá-la com água e sabão e não guardá-la em lugares úmidos e fechados. Lembre-se: esse cuidado pode evitar danos à sua saúde bucal e, consequentemente, a suspensão do tratamento para bruxismo. 

Bruxismo: sintomas podem ser aliviados através do botox? 

Além da placa oclusal, existem outros procedimentos que prometem amenizar as consequências do hábito de ranger os dentes. O botox para bruxismo, por exemplo, é uma das técnicas que tem ganhado destaque nos consultórios odontológicos. Embora o tratamento possa melhorar bastante a qualidade de vida dos pacientes, o seu uso precisa ser bem avaliado.

“O botox atua paralisando a movimentação dos músculos principais da mastigação durante o movimento do bruxismo. Mas, a mastigação é um movimento complexo que se utiliza de diversos músculos direta e indiretamente e, com isso, ao paralisar os principais os músculos secundários podem ser sobrecarregados”, revela a profissional. Por isso, antes de investir no botox para bruxismo, é importante conversar com um dentista especializado para preservar a sua saúde bucal.

O tratamento para bruxismo exige uma equipe multidisciplinar para garantir um bom resultado

De nada adianta investir em diferentes tratamentos, se você não controlar o que causa bruxismo. Como ele pode ser ocasionado por diferentes fatores, desde problemas bucais até desordens psicológicas, o ideal é manter um acompanhamento multidisciplinar. Afinal, além de auxiliar no diagnóstico correto da doença, uma equipe com diferentes profissionais pode garantir um tratamento para bruxismo mais adequado.

“O controle da ansiedade e estresse, por exemplo, é considerado um pilar para reduzir o quadro do bruxismo - o que exige um acompanhamento psicológico”, conta a dentista.  Por isso, mesmo que não exista um medicamento específico para o bruxismo, o que não faltam são manobras para controlar e diminuir os danos a longo prazo nestes casos.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Cecilia Maria Costa - Dentista formada pela Universidade Federal Fluminense com atualização em cirurgia oral menor avançada pela ABO-RJ. Pós-graduanda em implantodontia e com experiência em harmonização orofacial clínica e harmonização orofacial cirúrgica.
CRO-RJ: 42399


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal