10.08.2021

Como saber se tenho bruxismo? Veja os sintomas do quadro!

Os sintomas do bruxismo costumam se manifestar durante o sono. Saiba como identificá-los e descubra o melhor tratamento para bruxismo!
Os sintomas do bruxismo costumam se manifestar durante o sono. Saiba como identificá-los e descubra o melhor tratamento para bruxismo!

O bruxismo é, certamente, uma das condições bucais mais difíceis de serem controladas pelos pacientes. Por se tratar de distúrbio multifatorial, o quadro não tem cura e exige um tratamento multidisciplinar para amenizar os sintomas. Mas, antes de utilizar a placa para bruxismo ou qualquer outra técnica, é preciso ter a certeza de que os sinais são resultados desse problema. Para te ajudar a identificar o bruxismo, nós conversamos com o dentista Gustavo Issas, que é especialista em disfunção temporomandibular. Confira as dicas para diagnosticar o quadro e o melhor tratamento para bruxismo!

Bruxismo: o que é?

Não é difícil encontrar alguém que apresente ou já tenha lidado com os sintomas do bruxismo. Ainda assim, é comum que muitos pacientes tenham dúvidas sobre o que caracteriza o quadro. De maneira geral, o bruxismo é o ato de apertar ou ranger os dentes e pode acometer pessoas de todas as idades. “Esse distúrbio pode ser causado por estresse, ansiedade, nervosismo e até mesmo por um desequilíbrio oclusal, que é quando o paciente não possui um ou mais dentes”, explica o especialista. 

Na prática, esse movimento característico do bruxismo pode trazer uma série de consequências para a saúde bucal do paciente, como lesões orofaciais, desgastes dentários, lesão periodontal, distúrbios da articulação temporomandibular (ATM) e dor muscular. Além disso, o bruxismo também pode provocar prejuízos à mastigação e a assimetria na atividade muscular.

Bruxismo: sintomas costumam ser notados pelos pacientes apenas no estágio avançado do quadro

Identificar os sinais do bruxismo nem sempre é uma tarefa tão fácil. Isso porque é comum que o distúrbio só seja notado pelos pacientes em seu estágio mais avançado. "Muitas vezes, o indivíduo só percebe o bruxismo quando os sintomas são muito intensos, quando o ranger dos dentes representa um barulho durante a noite ou quando o companheiro ou companheira relata o quadro”, afirma o profissional.

No entanto, existem alguns sinais que passam despercebidos mas que podem servir de alerta para o bruxismo. Dores na cabeça, mandíbula ou pescoço, por exemplo, costumam ser os primeiros indícios do problema. Outro fator importante que merece atenção do paciente é o seu comportamento em situações de tensão ou estresse. “Procure notar se você aperta os dentes nesses momentos. O ideal é que os nossos dentes estejam meio abertos e nunca encostados uns nos outros”, revela o dentista. Por fim, dentes esfarelando ou trincados também podem indicar a condição de bruxismo. 

Bruxismo: dente apresenta sinais que facilitam o diagnóstico profissional 

Enquanto para os pacientes é difícil detectar os sinais de bruxismo, para os dentistas essa tarefa é bem simples. Isso porque o distúrbio promove um desgaste muito característico e que muda completamente a anatomia do dente. “Esse desgaste faz com que os dentes superiores se encaixem perfeitamente nos inferiores. Sendo assim,  quando o paciente realiza os movimentos da mandíbula, é possível perceber que esse desgaste é causado pelo bruxismo”, conta o especialista.

Além disso, marcas na língua ou na parte interna da bochecha também podem caracterizar um quadro de bruxismo.  “Um paciente que range os dentes costuma apertar a língua contra os dentes. Nesse sentido, é muito comum que o indivíduo morda a língua e a bochecha durante o sono”, ressalta. Por isso, é tão importante um diagnóstico profissional para garantir que o tratamento para bruxismo seja feito o quanto antes. 

Como é feito o tratamento para bruxismo?

Antes de mais nada, é preciso entender que o tratamento para bruxismo deve ser multidisciplinar. Por se tratar de uma doença multifatorial, apenas o acompanhamento odontológico pode não ser o suficiente para controlar os sintomas. “Em alguns casos, aconselhamos o paciente a consultar um otorrinolaringologista, já que o bruxismo pode ter alguma relação com os ouvidos. Além disso, psicólogos e neurologistas também podem ser necessários para tratar o bruxismo”, revela. 

No que diz respeito à odontologia, o especialista adianta: o tratamento mais indicado é a instalação da placa. “Nesse caso, a placa de bruxismo deve ser ajustada pelo profissional a cada quatro ou seis meses”, afirma. Outra medida que também pode amenizar os sintomas do bruxismo é restabelecer a ordem dos dentes, já que o quadro pode estar relacionada ao desequilíbrio oclusal. Em alguns casos, o botox para bruxismo também pode contribuir para o tratamento da condição. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Gustavo Issas - Cirurgião-dentista e pós-graduado em disfunção temporomandibular pela Escola Paulista de Medicina. Pós-graduado em implantes dentários pela Universidade de Berna.
São Paulo - SP


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal