13.10.2021

Retração gengival: que problemas ela pode causar?

Retração gengival deixa raiz do dente mais exposta e leva a hipersensibilidade local
Retração gengival: que problemas elas podem causar?
Retração gengival deixa raiz do dente mais exposta e leva a hipersensibilidade local
Retração gengival deixa raiz do dente mais exposta e leva a hipersensibilidade local

A retração gengival é um dos problemas que mais acomete a saúde bucal. A condição ocorre devido um deslocamento da margem da gengiva, deixando a raiz do dente mais exposta e vulnerável a quadros de hipersensibilidade e doenças periodontais, como a gengivite e a periodontite. A retração da gengiva pode acontecer devido a diversos fatores, sendo a mais recorrente o uso inadequado da escova na hora da higiene. Sendo assim, para evitar a retração gengival é fundamental saber como escovar os dentes da forma correta e investir em uma limpeza diária eficiente. Conversamos com a Dra. Sofia Cabaleiro para entender melhor sobre o que é retração gengival e quais os cuidados necessários para prevenção. 

Retração gengival leva ao aumento do tamanho dos dentes e exposição da sua raiz

A retração da gengiva é diagnosticada quando os dentes começam a parecer maiores do que costumavam ser. O fenômeno ocorre devido a redução do tecido da gengiva, o que pode deixar a raiz mais exposta. De acordo com a Dra. Sofia, a recessão gengival ocorre  por inúmeros motivos, de estrutura óssea da arcada dentária a hábitos de higiene. “Pode acontecer devido à bruxismo, apertamento dos dentes, escovação inadequada, uso de escovas com cerdas duras, espessura da gengiva e tecido ósseo circundante, oclusão desbalanceada e também má higienização bucal”, enumera. 

Embora a origem da retração gengival varie conforme cada situação, uma das causas mais predominantes é a escovação mal feita. Em muitos casos, a pessoa até faz uma boa higienização, mas com técnicas inadequadas. Sendo assim, uma boa saúde bucal também inclui escolher bem o tipo de escova. Além disso, é importante não fazer movimentos muito bruscos ou esfregar os dentes. Usar a força causa traumas na região da gengiva e provoca irritação ou inflamação no seu tecido.  

Retração de gengiva pode levar a perda dos dentes? 

A recessão da gengiva é uma das principais responsáveis pela hipersensibilidade dentária, principalmente a alimentos frios. A exposição da raiz do dente também deixa a região mais vulnerável a infecções como a cárie radicular. A Dra. Sofia ainda comenta que, dependendo da evolução do quadro, a retração pode levar à perda do dente. “Como trata-se de uma recessão do periodonto (tecidos de sustentação do dente, como osso/ligamento e gengiva) quando está em estágio avançado pode comprometer a estabilidade do dente em boca, podendo causar mobilidade e infecções oportunistas na região”. 

Retração gengival: tratamento pode reverter o problema? 

Uma dúvida recorrente é se o tratamento para retração gengival faz a gengiva crescer de novo. A Dra. Sofia explica que a recessão é tratada de acordo com a gravidade, mas não é possível fazer o dente voltar ao que era antes. “Uma vez ocorrido a reabsorção do tecido ósseo da gengiva, o processo é irreversível. Porém é possível fazer um bom controle eliminando as possíveis causas das recessões para que haja um prognóstico mais favorável do caso”.

Para retrações mais severas em que há risco de comprometimento dentário, a dentista comenta que o enxerto é uma opção. Entretanto, o procedimento é indicado em situações bem específicas, pois é altamente invasivo. “Deve-se avaliar com um especialista na área, um periodontista, para que seja feito um diagnóstico criterioso e também um plano de tratamento mais adequado para cada caso”, orienta. 

Como prevenir a retração da gengiva? 

Segundo a Dra. Sofia, a principal forma de prevenir a retração gengival é reforçar nos cuidados com a saúde da boca. “Manter bons hábitos de higiene bucal, optar sempre por escovas de cerdas macias, avaliar o mau posicionamento dentário e suas consequências e controlar possíveis hábitos parafuncionais que podem ser prejudiciais”, cita a dentista. Para saber se você está escovando os dentes corretamente, dê uma olhada no estado da sua gengiva quando terminar a limpeza. Se a região estiver avermelhada ou sangrando é sinal de que sua escovação foi muito agressiva e, por essa razão, é preciso moderar na força. Outra recomendação é dar preferência a escovas com cerdas macias ou extras macias, pois as duras machucam demais a gengiva. 

O uso do fio dental também é uma forma de prevenção a retração gengival. O acúmulo de resíduo entre os dentes aumenta a placa bacteriana, problema que desencadeia gengivite, outra causa recorrente da recessão da gengiva. Por fim, hábitos como ranger os dentes e fumar também comprometem a saúde do tecido da gengiva. Portanto, eles devem ser evitados.

Este artigo tem a contribuição da especialista:

Dra. Sofia Cabaleiro. Pós-graduada em Endodontia, Cirurgia Oral menor e Dentística (IES- Instituto de Estudos da Saúde). Dra. Sofia também é •Especialista em Ortodontia pela ABO-MG, e pós-graduada em ortopedia funcional dos maxilares, pelo COI-MG. Seu consultório fica na Avenida Augusto de Lima, 1800- sala 601, Belo Horizonte - MG. Tel: 98455 9868.

Redação: Joanna Dark. 


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal