É possível ter cárie no dente siso? Como lidar com esse tipo de lesão cariosa? Descubra!
A cárie no siso pode ser tratada com restauração (quando superficial) ou com exodontia e tratamento de canal caso a infecção seja mais profunda
A cárie no siso pode ser tratada com restauração (quando superficial) ou com exodontia e tratamento de canal caso a infecção seja mais profunda

Publicador de Conteúdos e Mídias

É possível ter cárie no dente siso?

Os dentes do siso são tão suscetíveis às cáries quanto qualquer outro dente da boca. Por ficarem no fundo da arcada, inclusive, precisam de uma melhor higiene.

20/03/2023

Compartilhar em suas redes

Publicador de Conteúdos e Mídias

A cárie dentária pode acometer tanto dentes decíduos quanto permanentes, causando dor, sensibilidade e, dependendo do caso, abscessos (acúmulos de pus) e mau hálito. Mas, será que a lesão cariosa pode surgir em qualquer dente da boca? Será que é possível ter cárie no siso, por exemplo? Como proceder diante desse tipo de infecção? É sempre recomendado realizar a extração de siso? 

O Sorrisologia preparou uma matéria respondendo essas perguntas e também dando dicas para prevenir a cárie e, assim, preservar ao máximo a sua saúde bucal. É só continuar lendo!

Afinal, é possível ter cárie no dente siso?

A resposta para essa pergunta é sim. Os dentes do siso são tão suscetíveis às cáries quanto qualquer outro dente da boca. Por ficarem localizados no término das arcadas dentárias, inclusive, esses dentes são até mais difíceis de limpar adequadamente, o que aumenta ainda mais o risco de infecções. Por isso, é muito importante escovar e passar fio dental em todos os dentes diariamente, dando uma atenção especial aos molares, incluindo os sisos.

É importante destacar que os hábitos alimentares podem ser determinantes para o surgimento de cáries nos sisos. De acordo com a Associação Americana de Odontologia (ADA), pacientes que consomem frequentemente uma grande quantidade de carboidratos e alimentos açucarados têm mais chances de desenvolver lesões cariosas. Por isso, o recomendado é seguir uma dieta saudável, evitando alimentos altamente ácidos que podem afetar a mineralização do esmalte dentário.

Como tratar dente siso com cárie

Quando a pessoa já tem uma cárie no dente do siso, o tratamento depende diretamente da extensão da lesão - ou seja, de quais camadas do dente já estão afetadas pelas bactérias cariogênicas

Se o problema for superficial, afetando apenas o esmalte dentário, por exemplo, é possível fazer apenas uma restauração com resina. No entanto, se a cárie for mais profunda, recomenda-se a extração do siso ou então um tratamento de canal. É importante que o paciente avalie o quadro com o seu dentista de confiança e busque a solução do problema o mais rápido possível. Vale destacar, ainda, que a extração do siso pode ser recomendada antes de forma preventiva, para evitar tanto problemas de infecções quanto de má oclusão.

Extração de siso é sempre recomendada?

A extração do siso - seja ele incluso ou já 100% erupcionado - pode trazer uma série de benefícios para a saúde bucal, sabia? De acordo com um estudo publicado na Dental Press Journal of Orthodontics, a exodontia do siso pode prevenir uma série de doenças e complicações: cáries, problemas periodontais nos segundos molares, possíveis choques e traumas, infecções (como a pericoronite), cistos odontogênicos e até problemas de má oclusão, como o apinhamento dental, que ocorre geralmente quando não muito espaço para o nascimento dos sisos, de modo que a sua erupção empurra os demais dentes da arcada.

Em suma, a remoção dos sisos pode trazer muitas vantagens para o paciente, mesmo quando não há quadros recorrentes de infecções cariogênicas. No entanto, antes de realizar a cirurgia do siso, o dentista deve pedir exames de imagem, avaliar o quadro clínico do paciente e concluir, de fato, que a exodontia é o melhor caminho para a saúde bucal como um todo.
 

Mais Recentes

Publicador de Conteúdos e Mídias