11.03.2021

Abscesso no dente: o que é? Quais são as causas? Como tratar? Como prevenir?

Um dente com abscesso pode trazer uma série de prejuízos para sua saúde bucal. Saiba como tratar o quadro!
Um dente com abscesso pode trazer uma série de prejuízos para sua saúde bucal. Saiba como tratar o quadro!

Você já ouviu falar em dente com abscesso? Caracterizado pelo acúmulo de pus no interior do dente, o quadro se trata de uma infecção bacteriana causada por cáries, rachaduras ou fraturas dentárias. Embora seja pouco conhecido ou falado, o abscesso na raiz do dente é mais comum do que se imagina e deve ser tratado o quanto antes para evitar complicações ainda mais graves. Pensando em garantir a sua saúde bucal, nós conversamos com a dentista Joaquina Diniz para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto, incluindo o que fazer em caso de abscesso dentário. Confira!

1. Entenda o que é um dente com abscesso

De maneira geral, o abscesso na raiz do dente é causado por infecções bacterianas e, por isso, tende a formar pus em espaços dos tecidos confinados. Quando não tratado, o dente com abscesso na cavidade bucal é sinônimo de uma série de incômodos. “O paciente pode se queixar de dor, inchaço, rubor e também gosto ruim na boca quando o abscesso começa a drenar a secreção purulenta que tem em seu interior. Em abscesso dentário grave, podem surgir outros sintomas, como febre e fadiga”, alerta a Dra. Joaquina.

2. As principais causas do abscesso na raiz do dente

De acordo com a especialista, a principal causa de um dente com abscesso são infecções dentárias. Um elemento que precisa de um tratamento de canal, por exemplo, é um dos fatores mais comuns. No entanto, existem outros quadros que podem resultar no surgimento de um abscesso na raiz do dente. “Abscessos periodontais também podem ocorrer devido a presença de corpos estranhos e por trauma”, afirma.

Além disso, uma má higiene bucal e alimentação rica em açúcar também podem aumentar os riscos de dente com abscesso. Isso porque esses hábitos tendem a favorecer o surgimento de cáries, que pode rapidamente se transformar em uma infecção ou abscesso dentário grave.

3. Dente com abscesso: saiba os riscos para sua saúde bucal

Se você apresentar algum dos sinais de dente com abscesso, é importante consultar um dentista imediatamente, principalmente se sinais de inchaço no rosto ou febre surgirem. Dessa forma, é possível diagnosticar o tipo de abscesso - crônico ou agudo - e evitar os prejuízos que esses quadros podem oferecer à sua saúde bucal.

“Quando pensamos em abscessos agudos, existe um risco grande de evolução para celulite facial e angina - o que poderia levar até a óbito. Por outro lado um dente com abscesso crônico pode propagar mediadores pró inflamatórios na corrente sanguínea, o que pode evoluir para um abscesso agudo diante de uma situação de imunossupressão, por exemplo”, explica a profissional.

4. Como tratar um dente com abscesso?

Antes de iniciar o tratamento em um dente com abscesso, é necessário que o paciente passe por uma avaliação detalhada com um profissional qualificado. “O diagnóstico é feito através do exame clínico associado ao exame radiográfico para definir o fator causal do abscesso. Em alguns casos, pode ser necessária uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada para avaliar a sua extensão do abscesso na raiz do dente”, revela a especialista.

Apenas depois desse processo, é possível indicar o tratamento mais adequado para o dente com abscesso. “Dependendo do estágio, o método pode ser mais simples, como a drenagem e tratamento do fator responsável pela formação do abscesso com endodontia”, conta Caroline. No entanto, em outras situações pode ser necessário o uso de antibioticoterapia.

5. 3 passos para prevenir um dente com abscesso

1) Mantenha uma boa rotina de higiene bucal, incluindo o uso de fio dental diariamente;

2) Invista em uma dieta equilibrada, evitando o consumo excessivo de alimentos açucarados, como doces e refrigerantes;

3) Visite o dentista a cada seis meses. Dessa forma, é possível diagnosticar o surgimento de cáries e outros problemas que podem resultar em um abscesso dentário grave.

Este artigo tem a contribuição da especialista:
Joaquina Santos Diniz - Especialista em Odontopediatria e membro do CEBDOF (Centro de Estudos e Pesquisa em Bruxismo e DTM/DOF na Odontopediatria - FOUSP)
Mogi das Cruzes, SP
CRO-SP: 115.367


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal