30.06.2017

Dor na mandíbula nem sempre significa DTM. Especialistas comentam possíveis causas

Dor na mandíbula é sinal de algum problema, porém, nem sempre significa uma DTM. Veja outras possíveis causas
Dor na mandíbula é sinal de algum problema, porém, nem sempre significa uma DTM. Veja outras possíveis causas

Se o ato de bocejar ou mastigar tem se tornado um incômodo para você, é possível que a região da mandíbula esteja sofrendo com distúrbios da articulação temporomandibular (DTM). Entretanto, o que muitos não sabem é que, além desse diagnóstico, geralmente mais comum e mais conhecido, o sintoma também pode ter outras causas. Desta forma, o Sorrisologia conversou com alguns profissionais de odontologia, como o especialista em dor orofacial Diego Limeiro, para descobrir e entender melhor o que pode explicar essas dores e de que maneira elas podem ser tratadas.

  • 1. Bruxismo ou apertamento dos dentes

    Você, certamente, já leu muito sobre esse problema no Sorrisologia. O bruxismo é o apertamento ou o ranger dos dentes que pode causar, além de uma série de problemas bucais, dores nas articulações ou nos músculos orofaciais, como a mandíbula. De acordo com o especialista no assunto, Diego Limoeiro, isso acontece de uma maneira bem superficial por conta da sobrecarga da arcada aos grupos musculares e à ATM, articulação temporomandibular. “Também é bastante comum encontrar pacientes que apresentam dor de cabeça, especialmente no músculo temporal”, explica. Se você sentir esse misto de dores, a causa pode ser o bruxismo.

  • 2. DTM ou problemas na ATM

    Essas dores na mandíbula também podem significar uma DTM, disfunções temporomandibulares, que são alterações funcionais nas articulações da área, refletindo no seu mal funcionamento. Quando o paciente apresenta o problema, não consegue realizar os movimentos de abrir e fechar a boca sem sentir incômodo. De acordo com o dentista Sérgio Casarim, é uma dor que afeta o funcionamento deste grupo por diversos motivos, como o estresse e a ansiedade. 

  • 3. Doenças bucais em estágio avançado, como a gengivite

    Incômodos na mandíbula podem significar uma dor de dente bem intensa. Segundo a dentista Thalita Costa, tudo pode começar com uma cárie ou gengivite. Quando essas bactérias atingem as estruturas mais profundas do dente, causam um enorme desconforto, refletindo até mesmo na região mandibular. Problemas bucais simples podem se transformar em complicações mais severas se não forem tratados. Fique atento à sua saúde bucal! 

  • 4. Infecção na polpa do dente (pulpite)

    Negligenciar uma cárie pode fazer muito mal ao seu sorriso. Um dos maiores problemas dessa bactéria, quando atinge a parte interna do dente, é a pulpite. Uma infecção na polpa dentária, conhecida como o nervo do dente. Lá estão presentes todas as terminações nervosas do elemento, então qualquer dorzinha pode se transformar em algo maior. De acordo com o cirurgião-dentista Max Ferreira, o desconforto causado pela pulpite é contínuo e intenso. Isso pode causar até um certo incomodo na mandíbula. 

O que fazer para tratar a dor na mandíbula?

Em primeiro lugar, procurar um dentista. O profissional vai realizar o diagnóstico das dores e determinar o melhor tratamento para cada caso. O paciente precisa ser minunciosamente examinado. As indicações de cuidados podem variar bastante, desde exercícios faciais, terapia com psicólogo, restaurações dentárias ou até um tratamento de canal. Se você sentiu qualquer incômodo na região, não deixe de se consultar com este profissional o quanto antes. 

Matéria atualizada em 23/02/2021

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Diego Limoeiro - Cirurgião bucomaxilofacial / Implantodontista Pós-graduado em Cirurgia da ATM Especialista em DTM e Dor orofacial
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 31146


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal