Mês das mulheres: Gengivite traz riscos para gravidez? Como cuidar da saúde bucal durante a gestação?
A gengivite na gravidez pode ocasionar mau hálito, retração da raiz, perda dentária e infecções mais graves
A gengivite na gravidez pode ocasionar mau hálito, retração da raiz, perda dentária e infecções mais graves

Publicador de Conteúdos e Mídias

Mês das mulheres: Gengivite traz riscos para gravidez?

Gengivite na gravidez pode trazer riscos sérios. Acesse agora e descubra como prevenir e tratar a condição para garantir a saúde da mãe e do bebê.

07/03/2023

Compartilhar em suas redes

Publicador de Conteúdos e Mídias

Você sabia que ter gengivite na gravidez é algo relativamente comum? Inchaço na gengiva, sensibilidade dentária e sangramentos bucais são sintomas que podem surgir quando esse tipo de problema ocorre. Para prevenir possíveis complicações, contar com o acompanhamento de um dentista durante toda a gestação é muito importante, principalmente quando a mulher já tem uma predisposição a desenvolver quadros de sensibilidade ou cáries, por exemplo.

O Sorrisologia conversou com a cirurgiã-dentista Patrícia Almeida, que falou mais sobre os riscos da gengivite durante a gravidez - o que ocorre caso o problema não seja tratado e também dicas de como prevenir o problema através de cuidados de higiene bucal. Confira!

Gengivite na gravidez: alterações hormonais aumentam as chances de problemas bucais

De acordo com a cirurgiã-dentista, períodos de maior produção de hormônios, como a gravidez, tendem a afetar a saúde bucal da mulher, aumentando os riscos de lesões e infecções. Por isso, atentar aos cuidados de higiene bucal nessa fase é muito importante.

“Com as alterações hormonais durante a gestação, a mulher tem um aumento na vascularização da mucosa bucal e da gengiva, que leva à sensibilidade, inchaço e sangramentos no momento da escovação. Some isso ao fato de a grávida, muitas vezes, não conseguir escovar os dentes por conta dos enjoos e vômitos, o que leva ao acúmulo de placa bacteriana, piorando o problema”, explica. 

A Associação Americana de Odontologia (ADA) destaca que uma série de problemas bucais podem surgir mais frequentemente durante a gravidez: cárie, gengivite, erosão dentária e granuloma piogênico (um tipo de lesão nodular na gengiva). Eles podem ocorrer por conta de mudanças na dieta (devido a desejos da grávida, por exemplo), do aumento da acidez bucal por conta de vômitos e enjoos, da falta de escovação e das alterações hormonais em si. 

A ADA recomenda, em casos de enjoos, que a paciente evite escovar os dentes logo após o vômito, pois isso pode expor os dentes aos ácidos estomacais. Em vez de realizar a escovação, é possível enxaguar a boca com um colutório específico ou uma solução de 1 xícara de água com 1 colher de chá de bicarbonato de sódio, o que ajuda a neutralizar o ácido. No entanto, para ter certeza de que o uso é a melhor opção, é fundamental que a paciente consulte o seu dentista de confiança antes de utilizar qualquer solução ou produto bucal.

Quais os riscos da gengivite na gravidez?

Na maioria dos casos, a gengivite é um problema simples de contornar durante a gravidez, mas desde que seja tratado o quanto antes junto com um especialista. No entanto, quando a infecção avança, de acordo com a dentista, é possível que o problema afete outros órgãos do corpo e, consequentemente, o bem-estar do feto.

“Quando o problema é acentuado, deve ser controlado para evitar o mau hálito, retração da raiz, mobilidade e perda dentária. Durante o sangramento, se as bactérias encontradas nessa região chegarem à corrente sanguínea, podem provocar complicações cardiovasculares e pulmonares. Em casos graves, isso pode trazer problemas ao feto, levando até mesmo ao aborto ou partos prematuros”, destaca a profissional. 

Como tratar gengivite na gravidez?

Em alguns casos, apenas realizar a higiene bucal em casa não é suficiente para tratar a gengivite. Por isso, de acordo com a dentista, o ideal é buscar ajuda profissional desde cedo. “Nada de receitinhas caseiras, a não ser as indicações do dentista. Inclusive, o ideal é buscar acompanhamento antes de engravidar. Além de escovar bem os dentes, com pasta de dente para sensibilidade e fio dental, a paciente pode fazer uma limpeza no dentista”, orienta. 

Dicas para prevenir a gengivite na gravidez

Para prevenir a gengivite e preservar a saúde bucal durante toda a gravidez, de acordo com a dentista, é importante seguir uma boa rotina de higiene bucal e também tomar muito cuidado com os produtos utilizados. “Escove bem os dentes sempre após se alimentar. O ideal é não só escovar com pasta, mas passar o fio dental. Em caso de enjoo, é importante dar aquela pausa de meia hora após a alimentação e tentar a escovação. Evite apenas usar enxaguante e outros tipos de pasta de dente sem a orientação do dentista, pois alguns compostos podem fazer mal ao feto”, finaliza a especialista. 

Mais Recentes

Publicador de Conteúdos e Mídias