23.12.2020

Problemas na mandíbula: DTM, bruxismo, fratura... entenda o que pode prejudicar essa região

Além da DTM, existem outros problemas na mandíbula que podem prejudicar a sua saúde bucal. Veja os principais deles abaixo!
Além da DTM, existem outros problemas na mandíbula que podem prejudicar a sua saúde bucal. Veja os principais deles abaixo!

Dor na mandíbula é sempre um sinal de alerta, especialmente quando o sintoma se repete com frequência. Isso porque existe uma série de problemas que podem estar por trás desse quadro, que vão desde uma disfunção da articulação temporomandibular (DTM) à fraturas. Para que nenhuma complicação aconteça, é sempre melhor buscar ajuda profissional a qualquer sinal de incômodo. Pensando em te ajudar, o Sorrisologia conversou com a dentista Rhianna Barreto para entender melhor os principais problemas na mandíbula e de que maneira eles podem ser tratados.

Entenda a relação da mandíbula com a saúde bucal

Antes de falar sobre os principais problemas na mandíbula, é preciso entender a sua importância para o funcionamento da boca e, principalmente, para a saúde bucal. De acordo com a Drª Rhianna, ela é a grande responsável por três processos: “A mandíbula é composta por uma articulação temporomandibular, o que faz dela um fator essencial para mastigação, fala e deglutição”, explica. Justamente por isso, o surgimento de incômodo nessa região pode prejudicar a saúde do paciente, especialmente no que diz respeito à cavidade bucal.

Bruxismo, DTM: conheça os principais problemas na mandíbula

Embora a disfunção da articulação temporomandibular (DTM) seja o problema na mandíbula mais conhecido, existem outros quadros que podem afetar a região e causar dores e incômodo. Confira os principais deles abaixo segundo a especialista:

- Bruxismo: também conhecido como distúrbio do sono, ele é caracterizado pelo hábito de apertar ou ranger os dentes. Os movimentos mandibulares involuntários podem gerar dor de dente, dor de cabeça, DTM e problemas dentários, como retração gengival e quebra do dente.

- Cistos: o quadro pode ocorrer associado aos dentes inclusos, principalmente na região dos sisos mandibulares.

- Disfunção temporomandibular (DTM): são alterações funcionais nas articulações da área, refletindo no seu mau funcionamento. Nesse caso, a DTM pode causar problemas na abertura bucal, dor de cabeça e facial.

- Fraturas: quedas, fortes pancadas e acidentes de carro podem resultar na fratura da mandíbula. Nesse caso, a dor e dificuldade em abrir a boca, causando limitações na fonação e para se alimentar, são os principais sintomas. Além disso, também podem surgir edemas, hematomas e problemas com a higiene bucal, que possibilitam o aparecimento de doenças periodontais e infecções.

- Pericoronarite: é uma infecção que ocorre por causa da periodontite ou gengivite, principalmente nos sisos próximos ao ângulo mandibular, que são os que apresentam maior dificuldade de higiene.

Como funciona o tratamento para esses problemas na mandíbula

Para cada problema na mandíbula, existe uma forma de tratamento diferente. No entanto, a especialista adianta: todos os quadros devem ser tratados com um especialista na área ou um cirurgião bucomaxilofacial. No caso de DTM, por exemplo, o tratamento pode ser clínico ou cirúrgico através de dispositivos orais, como viscossuplementação e uso do PRP. Assim como os cistos, que também devem ser tratados através da remoção da lesão por meio cirúrgico.

Para os pacientes com bruxismo, o uso da placa de bruxismo e de toxina botulínica podem ser a solução para esse problema na mandíbula. Já no caso da pericoronarite, o tratamento pode ser feito com a remoção do dente ou tratamento periodontal e endodôntico.

Este artigo tem a contribuição do especialista: 
Rhianna Barreto - Cirurgiã-Dentista

Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ:37448


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal