12.11.2018

Pacientes com gengivite recorrente podem ter um melhora com a escova elétrica?

A gengivite é um problema recorrente na sua vida e você já fez de tudo para dar fim nela? Veja como a higiene bucal com escova de dente elétrica pode contribuir
A gengivite é um problema recorrente na sua vida e você já fez de tudo para dar fim nela? Veja como a higiene bucal com escova de dente elétrica pode contribuir

Você tem gengivite e não consegue dar um fim nessa doença bucal? Ela pode ser considerada um caso de gengivite recorrente. Se essa for a sua situação, fique atento: a escova de dente elétrica pode ser a solução para esse problema! A gengiva inflamada é uma complicação muito comum, sendo a melhoria da higiene bucal a melhor forma de tratar e prevenir o quadro. Pacientes com gengivite recorrente tentam mudar a forma de escovação, passar fio dental diariamente, usar enxaguantes bucais e  ir ao dentista para uma limpeza profissional. Mas agora há uma nova maneira de tentar resolver esse problema: a escova elétrica.

Entre o tradicional e o novo, não há escolha certa. O ideal é experimentar todos os modos possíveis e decidir qual funciona melhor para você. Mas, não há dúvidas de que a escova elétrica é uma boa lutadora na batalha contra a gengivite recorrente! Veja o que o ortodontista Sérgio Casarim diz sobre ela e o que mais ele tem para sugerir para que as inflamações deixem de ser frequente na sua vida.

Gengivite recorrente: o que é?

A gengivite recorrente é relacionada a uma má higiene bucal. “A causa mais comum é o acúmulo de placa bacteriana (biofilme) causado por uma escovação ineficiente”, explica o ortodontista. Ele aponta ainda aparelhos ortodônticos e próteses mal adaptadas como possíveis causas da gengivite, já que são acessórios que dificultam a limpeza correta.

Remédio para gengivite: quais são os tratamentos e cuidados indicados?

Nos casos mais comuns, o tratamento da gengivite pode ser feito com a higiene bucal adequada. Se o seu caso de gengiva inflamada é recorrente, o ortodontista recomenda o acompanhamento do dentista. O objetivo é melhorar as técnicas de higienização que o paciente tem e controlar o avanço da placa bacteriana. “Isso pode ser feito com ajuda de escova de dente, fio dental, e alguns enxaguantes para bochechos”, comenta.

É muito importante não deixar que a gengivite se torne algo comum na sua boca. Nas situações de higiene bucal errada e maus cuidados, essa inflamação pode se desenvolver e representar um caso mais sério. A periodontite, o segundo passo da gengivite, destrói os ossos do maxilar e os ossos que servem de suporte para os dentes. Todo cuidado é necessário!

Como funciona a escova elétrica no tratamento da gengivite?

A escova de dente elétrica pode sim ajudar pacientes a melhorar o quadro da gengivite. “Existem estudos mostrando que a escova elétrica é mais eficiente que a escova normal para a higienização oral, principalmente em pacientes com dificuldade motora”, explica. A escova de dente elétrica permite uma penetração maior em espaços que a escova normal não consegue chegar. Por isso, a limpeza é mais profunda, ajudando na remoção do acúmulo de placa bacteriana.

Como deve ser a higiene bucal para quem tem gengivite?

Os pacientes com gengivite recorrente devem se consultar com mais frequência com o seu dentista para controlar o acúmulo de placa bacteriana da gengiva. Além disso, Sérgio recomenda a higiene bucal acompanhada com o uso de enxaguante bucal e reveladores de placa. “São produtos que, quando colocados na boca, alteram a cor dos locais onde existe placa bacteriana, mostrando ao paciente onde ele deve escovar com mais cuidado ou escovar novamente”, indica.

Matéria atualizada em 23/02/2021

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Sérgio Henrique Casarim Fernandes - Ortodontia e Ortopedia Facial
Juiz de Fora - MG
CRO-MG: 15649


TODAS AS MATÉRIAS: higiene bucal