20.10.2021

Implante dentário e ortodontia: qual tratamento deve vir primeiro?

O implante dentário pode corrigir a falta de um ou mais dentes. Mas ele deve ser feito após o tratamento ortodôntico.
O implante dentário pode corrigir a falta de um ou mais dentes. Mas ele deve ser feito após o tratamento ortodôntico.

Uma dúvida comum entre os pacientes que precisam se submeter a um implante dentário é se o tratamento deve ser feito antes ou depois da ortodontia. Os dois procedimentos são indicados para a correção de algum problema na dentição, contudo, os dentistas recomendam que cada um seja feito separadamente. O ideal é que o uso do aparelho ortodôntico seja feito antes do implante, pois é importante que os dentes estejam posicionados corretamente antes da colocação da prótese. Assim, o dente implantado é acomodado da forma adequada, garantindo um resultado final mais satisfatório. O Sorrisologia conversou com o dr. Márcio Ramos, dentista especializado em implantodontia, para entender melhor porque a ortodontia deve ser feita antes do implante dentário. 

Implante dentário compromete a movimentação dos dentes vizinhos 

A ortodontia é um tratamento indicado para melhorar o espaçamento e a mordida do paciente, de modo que sua dentição fique mais alinhada. Além de questões estéticas, o uso de aparelho corrige o mau posicionamento dos dentes e da estrutura óssea da face. Por isso, o Dr. Márcio Ramos afirma que existe um consenso entre os especialistas da área de que o tratamento ortodôntico seja feito antes do implante dentário. “A ortodontia antecede a implantodontia, afinal, a ortodontia vai posicionar os dentes de forma adequada e aí sim vêm os implantes”.

O implante dentário consiste na colocação de uma prótese no lugar de um dente perdido. Para isso, o dentista insere um pino de metal (titânio) no osso maxilar do paciente. Em seguida, o profissional encaixa uma prótese que imita a cor, textura e tamanho dos dentes naturais. Por ser um parafuso, o implante não possui nenhuma mobilidade. Uma vez fixado, ele tende a permanecer no mesmo espaço para sempre. Sendo assim, o aparelho ortodôntico deve ser colocado antes da implantação, caso contrário, o dente implantado prejudica a movimentação dos dentes da mesma fileira. Como efeito, o tratamento de ortodontia pode ter seu resultado comprometido. 

Uso de aparelho antes do implante permite uma melhor fixação da prótese 

O alinhamento correto dos dentes facilita a alocação do pino e da prótese no arco da mandíbula. Caso contrário, as chances do implante ser mal posicionado são maiores, acarretando em problemas futuros na mastigação, formigamento na região e dor. Nesse caso, é necessário realizar o procedimento mais uma vez, o que pode dar ainda mais trabalho. O implante feito sem o alinhamento correto dos dentes também deixa espaços irregulares na boca. 

De acordo com o Dr. Marcio, embora as próteses sofram um desgaste natural ao longo do tempo, o tratamento é pensado para ter uma longa duração. Nesse sentido, fatores como falta de planejamento ortodôntico e cuidado inadequado podem acelerar a necessidade de substituição. “Um paciente que mastiga muito, muitas coisas duras, tem o hábito de roer as unhas, morder tampa de caneta – ou seja – que expõe o trabalho a um desgaste muito maior, então terá que substituir a prótese antes”, afirma. O dentista comenta que as próteses podem ser trocadas, em média, a cada cinco anos. Porém, o implante em si raramente exige uma substituição. 

Implante dentário exige reforço dos cuidados com saúde bucal

O Dr. Márcio explica que uma boa implantação reduz os riscos de complicações. Por outro lado, o paciente deve ter consciência que a prótese exige uma série de cuidados, às vezes até mais do que um dente normal.  “As complicações advêm desta falta de zelo. A negligência, a médio prazo, pode levar até mesmo a perda do implante por processos inflamatórios e por doenças que venham acometer entre o implante e o osso. Quem possui próteses dentárias deve fazer consultas regulares ao dentista, no mínimo a cada seis meses. A manutenção também é outro fator fundamental para o sucesso do procedimento, pois a falta desta compromete todo o trabalho do dentista”. 

Os dentes implantados devem ser escovados da mesma forma que os naturais. Normalmente, o dentista indica o tipo de escova e a pasta mais adequada. O uso de fio dental também é muito importante, pois a prótese pode acumular placa bacteriana e provocar infecções nas gengivas. Por fim, não deixe de consultar um dentista caso sinta dor local na região implantada.

 

Participou dessa reportagem:

Dr. Márcio Ramos, graduado em odontologia pela Faculdade de Odontologia de Campos (FOC), especialista em implantodontia e dentística Operatória pela Faculdade de Odontologia de Valença. CRO 15.032 RJ
 

Redação: Joanna Dark.


Publicador de Conteúdos e Mídias

TODAS AS MATÉRIAS: implante dentário