18.08.2021

Gengiva sangrando ao escovar os dentes é sinal de gengivite? Entenda!

Se sua gengiva está sangrando no momento da escovação, isso pode indicar gengivite! Veja como tratar o quadro
Se sua gengiva está sangrando no momento da escovação, isso pode indicar gengivite! Veja como tratar o quadro

A gengiva sangrando ao escovar os dentes é sempre um sinal de alerta para a saúde bucal. Embora seja uma condição comum entre os pacientes, o sangramento pode indicar uma série de problemas bucais, como cárie, deficiência de vitaminas e excesso de força durante a escovação. Mas será que o sintoma também pode estar relacionado com a gengivite? Para entender o que causa a gengiva sangrando, o Sorrisologia entrevistou a dentista Cecilia Costa, que revelou tudo sobre a inflamação na gengiva e os cuidados necessários para tratá-la. 

A gengivite é uma doença bucal caracterizada pela inflamação na gengiva

Para entender melhor a relação entre a gengiva sangrando ao escovar os dentes e a gengivite, é importante estar por dentro do que caracteriza a doença bucal. Conforme a especialista explica, a doença bucal nada mais é do que uma inflamação na gengiva. “Quando não utilizamos o fio dental, os resíduos alimentares acumulam por debaixo da gengiva fazendo com que as bactérias ruins se multipliquem e inflamem a região”, explica.

Na prática, isso resulta na gengiva sangrando ao escovar os dentes e até mesmo de maneira espontânea. Além do sangramento, existem outros sinais que podem indicar o quadro, como o inchaço e a vermelhidão no tecido mucoso. Por isso, é fundamental que o paciente tenha uma boa rotina de escovação para evitar o acúmulo de placa bacteriana e, consequentemente, a gengivite. 

Gengiva sangrando ao escovar os dentes pode indicar gengivite

Se lidar com a gengiva sangrando ao escovar os dentes já virou uma realidade, é importante ficar atento. Isso porque o sangramento na região, na maioria das vezes, indica o estágio inicial de uma inflamação na gengiva. "Durante o quadro, a gengiva se encontra sensível e muito inflamada. Por isso, o simples ato de tocar na gengiva causa o sangramento. Dependendo do grau da gengivite, pode ser um sangramento forte”, relaciona a profissional. Quando diagnosticada na fase inicial, a inflamação na gengiva é impedida de evoluir para periodontite, que causa danos irreversíveis ao sorriso, como retração gengival e diminuição dos tecidos de suporte do dente. 

Gengivite: tratamento e prevenção dependem dos cuidados do paciente

Acabar com a inflamação na gengiva é uma tarefa mais fácil do que se imagina. Mas, antes de escolher o melhor remédio para gengivite, é importante passar por uma avaliação profissional para identificar o estágio da doença bucal. Dessa forma, é possível garantir que o tratamento será o mais recomendado para o seu caso.

“Quando é um quadro leve, é possível que o próprio paciente resolva melhorando a sua rotina na escovação com fio dental e pasta de dente para gengivite. Com isso, ele vai remover a placa acumulada e a gengiva volta ao normal”, afirma. No entanto, em casos mais severos da gengivite, o paciente deve procurar um dentista, já que a raspagem pode ser necessária. 

Quanto aos cuidados para prevenir a gengivite, a especialista adianta: basicamente, o paciente deve utilizar o fio dental em todas as escovações e realizar a limpeza completa da boca. “O fio dental chega em áreas que nem a escova mais fina consegue chegar”, ressalta a Dra. Cecilia. Por isso, o uso do acessório é tão importante no combate à inflamação na gengiva. Além disso, é fundamental que o paciente mantenha visitas regulares ao dentista para manter a saúde bucal em dia.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Cecilia Maria Costa - Dentista formada pela Universidade Federal Fluminense com atualização em cirurgia oral menor avançada pela ABO-RJ. Pós-graduanda em implantodontia e com experiência em harmonização orofacial clínica e harmonização orofacial cirúrgica.
CRO-RJ: 42399


Publicador de Conteúdos e Mídias

TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal