É normal ter gengiva preta? Quais podem ser as causas dessas manchas escuras?
Gengiva preta é geralmente causada pela hiperpigmentação gengival, uma condição que não gera problemas clínicos e nem demanda tratamento
Gengiva preta é geralmente causada pela hiperpigmentação gengival, uma condição que não gera problemas clínicos e nem demanda tratamento

Publicador de Conteúdos e Mídias

Gengiva preta é normal? O que pode causar mancha escura na gengiva?

Gengiva preta é geralmente causada pela hiperpigmanetação gengival, uma condição que não gera problemas clínicos (não ocasiona dor ou prejudica a saúde bucal).

27/04/2022

Compartilhar em suas redes

Publicador de Conteúdos e Mídias

Caso você esteja com a gengiva preta ou algumas manchinhas escuras na boca, o mais indicado é procurar um dentista para assegurar que não é um problema grave. Na maioria dos casos, esse sintoma não precisa gerar preocupação, pois costuma ser um indício de hiperpigmentação. Ainda assim, vale a pena procurar um profissional especializado para garantir, ok? Para esclarecer melhor o assunto, o Sorrisologia conversou com a cirurgiã-dentista Uila Ramos, que esclareceu vários pontos importantes. 

Gengiva preta é normal? 

De acordo com a dentista Uila Ramos, a gengiva escura, na maioria das vezes, não se trata de uma patologia e nem demanda um tratamento específico. “A pigmentação da gengiva pela melanina é o resultado da deposição exagerada deste pigmento na camada basal do epitélio gengival. Não é uma doença e sim uma alteração fisiológica, sendo considerada um quadro de melanose racial”, esclarece a especialista.  

Ainda assim, é possível que um ponto preto na gengiva seja indício de algum problema bucal, como gengivite e periodontite (inflamação na gengiva), ou até mesmo de um mau contato com alguma prótese dentária. Por isso, é muito importante checar com o dentista essa manchinha escura - principalmente caso a gengiva esteja mais sensível.

Gengiva escura não costuma causar problemas clínicos

A Dra. Ramos destaca que, quando se trata de uma hiperpigmentação gengival, a manchinha preta é considerada inofensiva para a saúde da boca. Ela não afeta em nada, por exemplo, em termos de funcionalidade - isto é, não prejudica a saúde dos dentes e nem da gengiva em si. No entanto, é comum que os pacientes queiram tratar essa condição por questões de estética. “A hiperpigmentação gengival deve-se ao excesso de melanina na camada basal do epitélio gengival e que aparece clinicamente como manchas ou pontos escuros na gengiva (gengiva marginal livre e inserida também). Não causa problemas clínicos, entretanto, pode prejudicar a estética do sorriso”, explica a profissional. 

Como tratar mancha preta na gengiva?

Quando se trata de uma mancha preta causada por alguma doença bucal, o tratamento indicado é aquele específico para o problema em questão. No caso da gengivite ou periodontite, por exemplo, é necessário que o dentista faça uma limpeza profunda no local, para que seja feita a raspagem das placas bacterianas. 

Vale destacar, ainda, que é essencial que o paciente utilize uma escova de dentes específica (sempre com cerdas macias) e um creme dental apropriado, preferencialmente recomendados pelo profissional durante o tratamento. É só seguir as orientações do dentista que não tem erro! Já quando se trata de gengiva preta causada por hiperpigmentação, o tratamento é voltado única e exclusivamente para resolver a estética do sorriso. De acordo com a Dra. Ramos, existem diferentes formas de realizar o clareamento gengival.   

“Existem tratamentos que atuam na remoção das manchas escuras na gengiva através dos seguintes métodos: gengivectomia/gengivoplastia, abrasão com broca de diamante, autoenxerto de tecidos moles, deslocamento de retalho com espessura parcial, criocirurgia, eletrocirurgia e lasers. Cada técnica apresenta resultados diferentes e o tempo de permanência do efeito alcançado também varia. É importante ressaltar que, em todas as técnicas utilizadas, haverá a repigmentação da gengiva, só que com intervalos de tempo que variam”, finaliza a dentista.

Redação: Carolina Damasceno

Mais Recentes

Publicador de Conteúdos e Mídias