20.05.2022

O que é o tubo do aparelho ortodôntico?

O tubo ortodôntico é um tipo de bráquete específico para o dente molar, sendo essencial para prender o fio de metal e garantir um bom tratamento
O tubo ortodôntico é um tipo de bráquete específico para o dente molar, sendo essencial para prender o fio de metal e garantir um bom tratamento

Na hora de colocar o aparelho fixo nos dentes, existem algumas pecinhas - como o tubo ortodôntico e o fio metálico -, que são fundamentais durante todo o tratamento. Você já se perguntou, por exemplo, para que serve cada peça e sua importância para o alinhamento dental? O Sorrisologia conversou com a cirurgiã-dentista Marcelle Reis, especialista em Ortodontia, que falou mais sobre as funções do tubo ortodôntico e o que fazer caso ele solte da estrutura. Dá uma olhada!

Tubo ortodôntico: o que é e para que serve

Para que seja possível alinhar os dentes, uma das etapas mais importantes é instalar os bráquetes - pecinhas de metal que direcionam o fio ortodôntico. De acordo com a dentista Marcelle Reis, o tubo ortodôntico é um tipo específico de bráquete que cumpre uma função fundamental. “É o bráquete especificamente produzido para ser colocado nos molares. Normalmente, possui estrutura em forma de uma canaleta fechada que propicia a melhor adaptação do fio ortodôntico nas extremidades, prendendo-o. Pode ser colado diretamente na superfície do dente, assim como todos os outros bráquetes”, explica. 

O tubo do aparelho soltou: o que fazer?

Sentiu alguma pecinha do aparelho soltar e não sabe o que fazer? De acordo com a Dra. Reis, isso pode ocorrer com os tubos ortodônticos por conta de alimentos duros que sobrecarregam os dentes de trás. “Por ficarem em regiões posteriores e sofrerem muita carga mastigatória, podem se soltar. Quando isso ocorre com frequência, esse tubo deve ser soldado ao anel metálico, a fim de aumentar sua resistência à mastigação”, orienta. 

Para resolver o problema rapidamente, a dentista recomenda procurar um profissional especializado o quanto antes. Afinal, caso o fio ortodôntico fique solto (sem o direcionamento do tubo), pode acabar ferindo a gengiva e a parte interna da bocheca. “O ortodontista deve ser informado imediatamente para que o tratamento não seja prejudicado. Tenha sempre em mãos a cera ortodôntica, pois, caso o tubo se desprenda e a extremidade do fio fique solta, a cera ajudará para que não machuque. Nunca tente cortar o fio que está sobrando, pois, sem o instrumento adequado, você pode se machucar ou fazer um movimento inadequado, quebrando outras peças”, complementa a especialista.

Conheça melhor as peças do aparelho fixo ortodôntico

Você já parou para pensar sobre quais são as peças que constituem o aparelho ortodôntico? De acordo com a dentista, existem alguns componentes fundamentais para que o tratamento seja realizado adequadamente. Conheça os principais: 

Bráquetes são as pecinhas que prendem o fio ortodôntico

A dentista destaca que os bráquetes são a base para todo o tratamento. Por isso, precisam estar bem instalados e receber manutenção com certa frequência. “É a parte mais importante do aparelho. São os pequenos acessórios colados à superfície dentária através de um material adesivo específico. Essas pecinhas servem como guia de trabalho, são nelas que o fio ortodôntico se encaixa a fim de alinhar e movimentar os dentes”, explica a especialista.

Fio ortodôntico deve ser trocado de acordo com a fase do tratamento

Você sabia que existem diferentes tipos de fio ortodôntico indicados para fases distintas do tratamento? A dentista explica que cada um deve ser usado no momento certo. “O fio é responsável pela movimentação dos dentes. Durante o tratamento, haverá trocas sequenciais de calibre e também do tipo de metal utilizado. Os fios podem ser confeccionados com diferentes tipos de ligas metálicas, podendo conter níquel, cromo, cobre e titânio, por exemplo. Cada uma dessas combinações gera uma característica importante para cada fase específica do tratamento”, destaca. 

Elastiques ajudam a acertar a mordida e alinhar os dentes

Sabe aquelas borrachinhas coloridas que são geralmente usadas no aparelho fixo convencional? Os elastiques servem para ajustar a mordida e otimizar a mobilidade dos dentes. De acordo com a dentista, eles são fundamentais em determinados momentos do tratamento, mas podem ser dispensados em alguns tipos de aparelhos. “As borrachinhas são as responsáveis pela adaptação do fio ao bráquete. Sem elas, o fio não se prenderá e não fará efeito. Porém, existe um tipo de aparelho em que elas não são necessárias - é o caso do aparelho autoligado, onde a fixação do fio ao bráquete se dá por um sistema de porta que se abre e se fecha, permitindo a adaptação”, afirma a profissional.

Bandas garantem mais resistência aos tubos ortodônticos

Em alguns casos, para evitar que o tubo ortodôntico solte do dente, é indicado que seja feita a instalação de uma banda de metal. De acordo com a dentista, essa peça é bem pouco utilizada atualmente, embora tenha a sua utilidade. “São anéis metálicos que se adaptam aos dentes, onde podemos soldar o tubo metálico a fim de garantir maior resistência à mastigação”, explica. 

Vale destacar que o tratamento ortodôntico pode ser otimizado com outras peças e tecnologias. A Dra. Reis destaca que existem outros componentes que podem ser bastante úteis no processo. “Existem ainda outros acessórios que não fazem parte da estrutura básica do aparelho, mas que, muitas vezes, são utilizados no tratamento, como os elásticos intermaxilares e mini-implantes. São componentes que ajudam na obtenção do resultado ideal do tratamento”, finaliza a profissional.


Tags:

saúde bucal dentes aparelho ortodôntico dentista

Publicador de Conteúdos e Mídias

TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal