08.09.2015

Sustentabilidade no dia a dia: como viver sem excessos pode melhorar sua saúde e trazer bem-estar

A sustentabilidade pode ser colocada em prática em hábitos do dia a dia
A sustentabilidade pode ser colocada em prática em hábitos do dia a dia

Você já deve ter passado pela situação de comprar algo e, depois de um certo tempo, perceber que não precisava daquilo. Raramente nos damos conta do quanto gastamos de energia - e dinheiro - com atos consumistas que causam mais ilusão do que um bem estar verdadeiro. Daí a importância de conscientização das nossas práticas do dia a dia aprendendo a distinguir o essencial do supérfluo. Desapegar dos excessos é uma maneira de reorganizar seu espaço e sua mente. Dario Menezes, professor de Comunicação e Sustentabilidade, acredita que, muitas vezes, menos é mais. "Infelizmente, a base da nossa sociedade está fundamentada no consumo, desde a forma como você é percebido pelo outro até o seu status é influenciado pelo que você consome", afirma.

Os excessos fazem mal para sua saúde e do planeta

Esse acúmulo de coisas desnecessárias causa malefícios à nossa saúde como estresse, ansiedade, desequilíbrio emocional, perda de organização e, às vezes, até da higiene pessoal. Além disso, o meio ambiente também sofre as consequências desse problema já que o aumento do consumo incentiva o desperdício e a grande quantidade de lixo. Para o professor, mudar essa prática é muito difícil, mas necessária. "Nossas escolhas responsáveis podem mudar o mundo. A informação e conscientização da sociedade é fundamental", explica.

200 dias sem comprar

Um caso que viralizou na internet foi a história da engenheira alemã Assya Barrette que se desfez dos pertences de seu falecido pai e decidiu colocar em prática uma missão desafiadora: passar 200 dias sem comprar nada novo e desnecessário. "Levei semanas para limpar os pertences de toda uma vida no pequeno apartamento do meu pai", afirma no relato da sua experiência, publicada no site Collective Evolution.

Assya conta que suas compras envolviam, ao longo desse período, apenas o que era fundamental para as necessidades básicas, como alimentos, medicamentos e produtos de higiene pessoal. 

Sua mudança tornou-se uma inspiração de comportamento sustentável. "Eu decidi que não queria que isso fosse o meu 'normal'. Nós estamos destruindo o planeta para as gerações futuras, isso tudo para que possamos aproveitar nossa vida curta repleta de posses materiais que são, em muitos casos, dificilmente usadas, raramente necessárias e facilmente esquecidas", completa a engenheira.

Como evitar os excessos?

Para Menezes, é preciso ter a conscientização de que ser é mais importante do que ter. "A sustentabilidade pode ser colocada em prática pelas pessoas no dia a dia se elas entenderem que as suas escolhas individuais podem levar a uma grande mudança no mundo".

Concentre-se em observar no seu dia a dia. Será que você não está acumulando coisas desnecessárias? Certamente, com uma boa faxina na casa é possível encontrar diversas coisas que podem ser descartadas. Muitas nem precisam ser jogadas no lixo, mas se você não usa, por que não fazer uma doação, por exemplo? E claro, não adianta desfazer de uns para repor com outros comprando mais e mais. Quebre esse ciclo! Esvaziar alguns espaços trará uma grande sensação de bem-estar, fará sua vida muito mais leve e com muitos motivos para sorrir.


Tags:

TODAS AS MATÉRIAS: bem estar