16.04.2021

Rejeição do enxerto ósseo dentário: é possível? Entenda!

Entenda como o enxerto ósseo dentário é feito e se pode causar rejeições
Entenda como o enxerto ósseo dentário é feito e se pode causar rejeições

O enxerto ósseo dentário é um dos procedimentos mais conhecidos nos consultórios odontológicos. Indicado para pacientes que desejam colocar um implante no dente, a técnica serve para preparar o elemento que não tem condições ósseas para recebê-lo. Mas será que o procedimento pode causar rejeição em alguns casos? Para esclarecer essa dúvida, o time de Sorrisologia consultou a dentista Rita Ventura. Confira!

Enxerto ósseo dentário: como funciona?

De maneira geral, o enxerto ósseo dentário é uma cirurgia feita para reconstruir uma região que não possui altura ou espessura suficiente para receber um implante no dente. Embora seja temido por alguns pacientes, o procedimento é mais simples do que se imagina. “Para realizá-lo, é necessário retirar um fragmento de osso da mandíbula e colocá-lo na área que precisa do reparo. O paciente não sente dor, já que leva uma anestesia local”, explica a especialista.

Durante o enxerto ósseo dentário, podem ser utilizados materiais sintéticos, como hidroxiapatira sintética. No entanto, o uso de fragmentos da própria pessoa favorecem uma cicatrização mais rápida, que varia de seis a doze meses.

Para quais casos o enxerto ósseo dentário é indicado?

Assim como outros procedimentos odontológicos, o enxerto ósseo dentário também possui recomendações para pacientes específicos. “O procedimento é indicado para quem que foi diagnosticado com perda óssea - o que é muito comum, já que com o passar dos anos podemos perder os dentes, diminuir a gengiva e os ossos alveolares - ou para aqueles que desejam fazer implante dentário”, revela a profissional. Por isso, antes de optar por esse tipo de cirurgia, é importante conversar com o seu dentista para se certificar de que é realmente necessário.

Afinal, é possível sofrer rejeição do enxerto ósseo dentário?

Não. De acordo com a especialista, o avanço da tecnologia permite realizar o enxerto ósseo dentário com materiais do próprio paciente ou materiais sintéticos, o que não permite ter rejeição. No entanto, é importante ter em mente que alguns cuidados são necessários para evitar uma boa cicatrização do procedimento. “Permanecer em repouso, utilizar todas as medicações prescritas, não descuidar da higiene bucal e investir em compressas com gelo e uma alimentação fria e líquida são alguns deles”, aconselha. Além disso, é necessário evitar a exposição ao sol e atividades físicas, assim como o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro.

Esse artigo teve a participação profissional de:
Rita Ventura - Cirurgiã dentista, ortodontista e especialista em harmonização facial e estética dental.

CRO: 42601


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal