25.01.2021

Qual é a diferença entre dentista e odontologista?

O dentista e o odontologista são profissionais responsáveis por resolver diferentes tipos de problemas bucais. Mas será que eles desempenham papéis parecidos? Saiba mais!
O dentista e o odontologista são profissionais responsáveis por resolver diferentes tipos de problemas bucais. Mas será que eles desempenham papéis parecidos? Saiba mais!

Quando se trata de cuidados com a saúde bucal, existe uma série de profissionais que são responsáveis por tratar os diferentes problemas que surgem na boca. Entre eles, estão o dentista e o odontologista. Mas será que existe diferença entre os dois? Em quais situações cada um deles deve ser procurado? Pensando em esclarecer essas e outras dúvidas, o Sorrisologia conversou com a odontologista Camila Stofella que revelou as principais características dessas especializações. Veja só!

Dentista vs. odontologista: existe diferença entre as especialidades?

Segundo a Drª Camila, não existe diferença entre o dentista e o odontologista. “Na verdade, os termos são sinônimos. Ambos são profissionais que cursam a graduação em Odontologia e são responsáveis pelo tratamento dos dentes e da saúde bucal”, afirma. Por esse motivo, qualquer sinal de dor de dente, irritação, ardência ou edema envolvendo os elementos dentários ou a gengiva pode (e deve!) ser tratado e avaliado por esses especialistas. Além disso, é importante ter em mente que o acompanhamento por esses profissionais deve ser feito anualmente. “O ideal é que o paciente visite o dentista ou odontologista a cada seis meses para realização da manutenção preventiva e da limpeza dos dentes”, aconselha.

Quando procurar um dentista ou odontologista?

É comum que as pessoas busquem o atendimento odontológico uma vez ao ano ou só quando sentem aquela dor de dente. No entanto, de acordo com a especialista, manter uma regularidade nas visitas ao consultório é fundamental para manter a saúde bucal em dia. Ainda assim, vale ressaltar que alguns quadros indicam uma consulta emergencial para evitar danos e problemas bucais maiores. Veja alguns dos cenários que identificam a hora de ir ao dentista:

Dor de dente ou na boca;
- Gengiva sangrando ou inchada;
- Gestação;
Mau hálito;
Nascimento dos sisos;
- Tratamento ortodôntico.

Os cuidados necessários para manter a saúde bucal em dia

Além de visitar o dentista ou odontologista com frequência, existem outros cuidados simples que podem garantir a saúde do seu sorriso e evitar o surgimento de doenças bucais, como o mau hálito, cárie e gengivite. “De maneira geral, esses hábitos são necessários para garantir uma boa condição oral e, consequentemente, a saúde bucal”, afirma a Drª Camila. Confira abaixo:

- Escovar os dentes três vezes ao longo do dia e após as refeições;
- Utilizar o fio dental diariamente;
- Manter uma dieta equilibrada com a redução de alimentos cariogênicos e ácidos, como doces e guloseimas;
- Investir em produtos de higiene bucal adequados para as suas necessidades. Pacientes com aparelho ortodôntico, por exemplo, devem optar por uma escova de dentes ortodôntica, uma escova interdental e fio dental superfloss ou com passa fio;
- Realizar a troca da escova de dentes a cada três meses para evitar a proliferação de bactérias na cavidade bucal.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Camila Stofella Sodré - Doutoranda em Clínica Médica pela UFRJ. Mestre em odontologia com área de concentração em reabilitação oral / prótese. Especialista em prótese dentária.
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 40419


Publicador de Conteúdos e Mídias

TODAS AS MATÉRIAS: odontologia