26.03.2021

O que pode causar um dente furado? Cárie, fratura, desgaste na obturação... conheça 5 fatores

O surgimento de um dente furado pode estar ligado à diversos motivos, como má higiene bucal e a presença de cáries. Entenda!
O surgimento de um dente furado pode estar ligado à diversos motivos, como má higiene bucal e a presença de cáries. Entenda!

Ter bons hábitos alimentares e uma rotina regrada de higiene bucal é imprescindível para evitar problemas odontológicos, desde os mais simples até os mais complexos. O dente furado, por exemplo, é um problema geralmente ocasionado pela ação das cáries - bactérias que, a longo prazo, formam furos maiores nos dentes. No entanto, existem outros fatores que podem intensificar esse tipo de problema. Para saber mais sobre o assunto, o Sorrisologia conversou com a dentista Ana Araújo, que falou mais sobre o que costuma causar furo no dente e quais precauções devem ser tomadas.

O que causa um dente furado?

De acordo com a dentista Ana Araújo, um dente furado é aquele que contém uma cárie dentária. A ação das bactérias é justamente o que ocasiona a deterioração - a curto e longo prazo - das camadas dos dentes. No entanto, além da cárie em si, existem uma série de fatores que podem contribuir para o problema. Confira:

1. Má higiene bucal

É importante destacar que, na maioria das vezes, o estopim para um dente furado é a má higiene bucal. Afinal, é a partir daí que as cáries surgem, ocasionando sintomas de dor, inflamação e inchaço. Para evitar esse tipo de problema, o mais importante é ter o hábito de escovar os dentes de 2 a 3 vezes por dia, principalmente após as refeições.

2. Presença de cáries

A dentista Ana Araújo destaca que a presença da cárie é o que mais caracteriza um dente furado - que, possivelmente, fica com uma aparência infeccionada. “A cárie é uma deterioração da estrutura dentária que acontece quando as bactérias presentes na boca começam a se desenvolver e atingem o elemento dental, aderindo-se a ele através da famosa placa bacteriana”, explica.

“Ao nos alimentarmos, as bactérias presentes em nossa boca consomem o açúcar do alimento e o transformam em ácido. Estes ácidos desmineralizam o dente de forma progressiva. De início, surge uma mancha branca no dente e, caso este processo não seja interrompido, a mancha branca pode evoluir para mancha escura com microfuros que aumentam, causando uma cavidade no dente, que seria a cárie“, complementa a especialista.

3. Ter o hábito de beber refrigerantes ou comidas ácidas em excesso

Outro fator que pode acentuar os sintomas do dente cariado é consumir alimentos e bebidas inapropriadas. Refrigerantes, balas, chocolates e comidas ácidas (como frutas cítricas), por exemplo, podem corroer o esmalte dental, deixando a estrutura mais frágil e propícia ao surgimento de furos e buracos. Por isso, é muito importante não exagerar no consumo de certos alimentos.

4. Sofrer alguma fratura dentária

Após trincar ou até mesmo quebrar um dente, ele fica bem mais vulnerável à presença de bactérias - propiciando, assim, o surgimento de cáries ou infecções mais graves. Por isso, após ocorrer uma fratura dentária, é muito importante procurar um dentista para resolver o problema.

5. Possível desgaste na obturação

Feita durante o procedimento de canal, a obturação serve basicamente para fechar um buraco no dente e, assim, evitar possíveis infecções futuras. No entanto, caso haja uma grande perda dentária no processo, a estrutura pode ficar mais fragilizada e adquirir furos com o passar do tempo.

Como identificar um dente furado?

Para identificar um dente furado, é necessário ficar atento aos sintomas e buscar preferencialmente o acompanhamento de um dentista. De acordo com a Dra. Ana Araújo, é possível identificar o problema através de alguns sinais: “Os sintomas iniciais são dor ao comer doce, alimentos duros e escovar os dentes. Sem o tratamento pelo dentista para cessar a evolução da cárie, esta invade a dentina (camada interna do dente) chegando à câmara pulpar (entrada do nervo) - resultando em dor latente e insuportável, que melhora com o tratamento de canal ou extração do dente (quando este estiver completamente perdido). Mesmo tratando das cáries através da remoção e restauração do dente, os cuidados devem permanecer. Afinal, o dente restaurado pode voltar a ter cárie”, explica.

Como evitar um dente furado?

Para prevenir o surgimento de cáries nos dentes, a dentista Ana Araújo destaca uma série de cuidados que devem ser tomados diariamente, que ajudam bastante a manter a qualidade do seu sorriso:

- Hábitos de higiene bucal, como uso do fio dental e escovação dos dentes após o café da manhã, almoço e antes de dormir.

- Manutenções preventivas com sua dentista nos períodos que ela agendar, para profilaxia dentária, exame clínico para avaliar a cavidade oral, a higiene bucal, além de receber orientações sobre sua saúde bucal.

- Hábitos alimentares saudáveis, como redução de açúcar, refrigerantes e doces.

- Beber bastante água para melhorar a qualidade da saliva, reduzindo a adesão das bactérias.

- Comer alimentos com função de “detergentes”, como a maçã que possui fibras que higienizam a superfície dos dentes.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Ana Araújo - Especialista em prótese dental, dentística restauradora e odontologia do trabalho
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 19.220


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal