O que fazer se a criança engolir um objeto? Aprenda os primeiros socorros

Você sabe o que fazer quando uma criança engole algum objeto? Veja o passo a passo para socorrer corretamente o pequeno
Você sabe o que fazer quando uma criança engole algum objeto? Veja o passo a passo para socorrer corretamente o pequeno

Conhecidos por suas fofuras, os bebês e crianças são grandes motivadores de felicidade nos lares. Cada aprendizado é uma conquista nova, tanto para eles quanto para os responsáveis. No entanto, o crescimento do pequeno é acompanhado por diversas preocupações. A falta de conhecimento atrelada a curiosidade de colocar na boca faz com que seja muito comum que eles engasguem com objetos. É importante que os pais saibam o que fazer nesses casos. A odontopediatra Simone Bastos explica o passo a passo nesses momentos e ensina os primeiros socorros.

As crianças possuem maior facilidade de engasgar?

A dentista confirma que nos primeiros anos de vida a criança apresenta maior facilidade para engasgar. Isso acontece devido à falta de autocontrole alimentar e não desenvolvimento completo das habilidades motoras. É importante estimular o bebê e a criança com diferentes texturas, para que adquira novas funções motoras com maior facilidade. “Isso vai acontecendo conforme o desenvolvimento psicomotor evolutivo da criança, com isso e o amadurecimento motor os riscos de engasgos vão diminuindo”, explica a profissional.

O perigo para a criança também pode ser a comida

Não é somente com objetos que existe o risco. Durante as refeições do pequeno, algum alimento pode provocar o engasgo e os pais precisam prestar atenção. Assim como Simone destaca, há muita preocupação quanto aos objetos menores, deixados fora de alcance das mãozinhas, e acabam esquecendo do perigo na hora da refeição. Geralmente, é comum em acontecer com crianças que não possuem restrições alimentares, do primeiro para o segundo ano, e os responsáveis erram no tamanho dos pedaços. A evolução das porções deve ser gradativa e seguindo as orientações do pediatra. “No caso das carnes, por exemplo, o ideal é começar oferecendo-as bem desfiadas, depois em pedaços pequenos e, só então, em pedaços maiores”, esclarece a dentista. No caso dos bebês, pode acontecer o engasgo pelo leite. Por isso, deve ser colocado o pequeno para arrotar, na posição vertical, e usar travesseiros antirrefluxo.

O que fazer se a criança engolir um objeto?

O engasgo do tipo parcial é caracterizado quando há pouca passagem de ar, mas não é ideal. Quando isso acontece, a criança apresenta uma tosse rouca e chiado no peito. Já no caso do tipo total, as vias respiratórias são totalmente obstruídas, o pequeno não conseguirá falar, tossir e ficará com os lábios arroxeados. “Nessa hora, por mais desesperador que seja o quadro, é preciso manter a calma e ajudar a criança a desengasgar” destaca Simone.

É importante ressaltar sobre o ato de enfiar o dedo na garganta da criança como uma tentativa de ajudar a retirar o alimento preso. Esse procedimento pode acabar atrapalhando. Se for possível enxergar o alimento após comprimir o peito do pequeno, pode-se tentar retirada. No entanto, se não for possível enxergar, poderá acabar empurrando mais para baixo o pedaço ou objeto por conta dessa atitude. Por isso, se tiver dúvidas sobre o que fazer, chame o serviço de emergência.

Atitudes para prevenir os engasgos

A profissional destaca a importância em respeitar o tempo de desenvolvimento motor alimentar da criança. É recomendável iniciar pelas papinhas, com pedaços pequenos e ir aumentando. Além disso, adicione comidas com outras consistências, seguindo as mesmas dicas de progressão. Cuidado com os alimentos duros, pegajosos, pequenos e redondos. Evite que o pequeno ria ou fale durante a refeição. Outra dica é dar um líquido para que ele tome enquanto come, isto facilitará a deglutição do alimento. Alguns exemplos de alimentos de fácil engasgo são: frutas pequenas, azeitonas, balas, frutos secos e frutas dessecadas.

Saiba o passo a passo de acordo com a idade da criança

- Até um ano:
1- Segure a criança de bruços, sustentando-a em seu antebraço, e a cabeça mais baixa que o tórax;
2- Aplique cinco golpes, com o punho da mão de dedos abertos, no meio das costas do pequeno;
3- Vire a criança, com a barriga para cima, apoiando a cabeça mais baixa que o corpo;
4- Verifique se o objeto saiu. Caso contrário, faça cinco compressões rápidas com os três dedos no tórax, entre os mamilos;
5- Se o procedimento não der certo, ligue para o serviço de emergência;
6- Faça o passo a passo repetidamente até a chegada do socorro.

- Mais de um ano:
1- Posicione-se atrás da criança de joelhos, ficando da mesma altura;
2- Abrace o tronco do pequeno com os dois braços;
3- Feche uma das mãos, com a parte plana acima do umbigo, na “boca do estômago”, e a outra segurando o pulso;
4- Faça cinco compressões rápidas, em direção para dentro e para cima;
5- Peça para a criança tossir durante o processo, se conseguir;
6- Faça o procedimento pelo menos duas vezes. Se o objeto não tiver saído, peça socorro para o serviço de emergência e continue fazendo até a chegada do atendimento.


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal infantil