26.02.2021

Mau hálito e dor de garganta podem ser sinais de amigdalite?

O mau hálito pode estar relacionado com outros problemas, como a amigdalite. A dentista Rhianna Barreto explica!
O mau hálito pode estar relacionado com outros problemas, como a amigdalite. A dentista Rhianna Barreto explica!

O mau hálito é um sintoma bem comum entre as pessoas, principalmente pela manhã após uma longa noite de sono. Mas, muitas vezes, esse cheiro ruim pode vir acompanhado de um sintoma ainda mais desconfortável: a dor de garganta. Juntos, esses dois problemas podem despertar suspeitas de doenças no ambiente bucal, como a amigdalite, por exemplo. Para entender se existe essa relação, conversamos com a cirurgiã-dentista Rhianna Barreto, que esclareceu todas as dúvidas sobre o tema. Veja só!

Mau hálito: problemas bucais ou outras doenças?

Quando o assunto é mau hálito, existe uma infinidade de motivos que podem ocasionar esse problema. De acordo com Rhianna: “Existem causas orais como a presença de doença periodontal, cárie, língua saburrosa e outras doenças bucais como candida e língua pilosa”. Mas não é só a boca que pode gerar a halitose: o problema pode estar ainda mais além. “Também existem causas sistêmicas como complicações estomacais (gastrite, úlcera gástrica), amigdalite, faringite, que se manifestam com mau hálito”, comenta a dentista.

Combinado à dor de garganta, o mau hálito pode significar amigdalite

Segundo a cirurgiã-dentista, os sintomas de dor de garganta e mau hálito podem sim ser sinais de amigdalite. “A inflamação nas amígdalas e na orofaringe podem resultar em dor na garganta. O mais comum é a amigdalite”, explica Rhianna. “A infecção das amígdalas gera um acúmulo de pus na região, que gera a halitose no paciente. A higiene bucal e a alimentação também podem ficar prejudicadas por causa da infecção, piorando o quadro de halitose”.

Tratando os sintomas do mau hálito causado pela dor de garganta

A primeira coisa a ser feita é descobrir se o mau hálito e a dor de garganta estão realmente relacionados a uma amigdalite. Por isso, procurar o otorrinolaringologista é fundamental para ser diagnosticado e receber o tratamento adequado para a doença, o que deve resolver a dor de garganta. Quanto ao mau hálito, Rhianna indica o que pode ser feito para tratar esse sintoma. “O mau hálito pode ser tratado através de enxaguantes específicos, creme dental e higiene oral adequada”.

Prevenindo o mau hálito e a dor de garganta

E dá para prevenir os sintomas? A cirurgiã-dentista explica que sim, é possível evitar o mau hálito e dores de garganta com hábitos diários simples. “É preciso manter uma boa higiene oral, fazendo manutenção semestral no dentista e caso haja alguma infecção em amígdala procurar o quanto antes o tratamento”, explica Rhianna. A dentista também aponta para a importância da higiene bucal diária, bem feita e completa para prevenção de problemas bucais. “A escovação da língua e uso do fio dental também devem ser incluídos na rotina de higiene bucal”, finaliza a dentista.

Rhianna Barreto - Cirurgiã-Dentista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 37448


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal