24.02.2021

Escova interdental é descartável? Descubra a maneira certa de usar o produto de higiene bucal

Você sabe como usar a escova interdental? Saiba como incluí-la na sua rotina de higiene bucal e o período certo de troca do acessório
Você sabe como usar a escova interdental? Saiba como incluí-la na sua rotina de higiene bucal e o período certo de troca do acessório

A escova interdental é uma das ferramentas mais indicadas para garantir uma boa higiene bucal, principalmente durante o tratamento ortodôntico. Responsável por limpar e remover restos de alimentos que ficam presos entre os dentes, ela ajuda a prevenir o acúmulo de placa bacteriana e tártaro que podem resultar em algumas doenças bucais, como a gengivite.

Embora seja conhecida por oferecer tantos benefícios, a escova interdental ainda gera bastante dúvidas entre os pacientes. A sua durabilidade, por exemplo, é a principal entre elas. Para esclarecer essa e outras questões, o Sorrisologia montou uma matéria completa sobre a escova interdental com as explicações da ortodontista Rita Ventura.

O que é a escova interdental?

Chamada também de interproximal, a escova interdental é uma ferramenta de higiene bucal formada por um arame circundado por cerdas, o que auxilia na limpeza dos espaços entre os dentes. Nesse caso, a dentista Rita Ventura alerta: “a escova interdental deve se encaixar perfeitamente no espaço entre os dentes sem ficar apertado ou largo para ter sua eficácia garantida”. Justamente por isso, o produto pode ser encontrado em diversos tamanhos e texturas, como a macia e extra macia. Mas, de maneira geral, existem dois modelos de escova interdental: crônica e cilíndrica. A primeira é indicada para limpeza entre as peças dos aparelhos ortodônticos fixos, enquanto a segunda é recomendada para a higienização entre os dentes.

Os benefícios da escova interdental

Assim como o modelo tradicional de escova de dentes, a escova interdental também tem como objetivo principal a higiene bucal adequada. No entanto, o seu grande diferencial está na capacidade de remover os restos de alimentos que se alocam em lugares que a escova comum não alcança, como o espaço entre os dentes. “Por isso, o seu maior benefício é proporcionar uma limpeza mais eficaz, prevenindo cáries, placa bacteriana, tártaro e doenças gengivais”, afirma a dentista. Embora a escova interdental seja bastante recomendada para pacientes em tratamento ortodôntico, o modelo pode ser utilizado por qualquer pessoa que busca uma limpeza mais completa.

A escova interdental é descartável?

Não. “A escova interdental pode ser usada por um período entre 3 a 6 meses, variando de paciente para paciente, de acordo com a força e frequência das escovações”, alerta a Dra. Rita. Assim como acontece com o modelo tradicional, o medidor para troca da escova interdental são as cerdas, já que o tempo de uso somado ao desgaste pode resultar em uma higiene bucal pouco eficiente.

Como usar a escova interdental?

Ao contrário do que muitos pensam, incluir a escova interdental na sua rotina de higiene bucal não é uma tarefa difícil. Assim como o fio dental, ela deve ser utilizada antes da escovação dos dentes e de maneira cuidadosa. “Para utilizar a escova interdental, é importante deslizar o acessório em ângulo reto, fazendo movimentos de fora para dentro da boca e sem pressão”, aconselha a especialista.

Em alguns casos, o uso da escova interdental nos primeiros momentos pode provocar desconforto e sangramento na gengiva, alertando para a presença de inflamação provocada pela placa bacteriana. Se você passar por essa situação, não hesite: busque um dentista qualificado o quanto antes para tratar o quadro.

Esse artigo teve a participação profissional de:
Rita Ventura - 
Cirurgiã dentista, ortodontista e especialista em harmonização facial e estética dental.
CRO: 42601


TODAS AS MATÉRIAS: higiene bucal