02.08.2021

Dor de dente pode provocar parto prematuro?

A dor de dente é um problema bucal que pode provocar o parto prematuro.
Dor de dente pode provocar parto prematuro?
A dor de dente é um problema bucal que pode provocar o parto prematuro.
A dor de dente é um problema bucal que pode provocar o parto prematuro.

Lidar com a dor de dente durante a gestação pode ser um verdadeiro pesadelo. Além do incômodo causado no dia a dia, o quadro pode ser um sinal de alerta para problemas maiores, como a cárie. Mas, o que poucos sabem é que, a dor de dente também pode aumentar os riscos de parto prematuro. Por esse motivo, é importante estar por dentro dos cuidados necessários para evitar essa condição. Pensando nisso, o Sorrisologia conversou com a cirurgiã-dentista Rhianna Barreto. Confira!

As principais causas para dor de dente

Ao contrário do que muitos pensam, a presença da dor de dente durante a gravidez não é uma condição comum. Na maioria das vezes, o quadro é um indicativo de que algo não vai bem com a sua saúde bucal. “Existem diversas causas para a dor de dente. Durante a gravidez, pode ocorrer gengivite gravídica, uma inflamação na gengiva que causa dor, edema e sangramento nos elementos dentários”, afirma a dentista. 

A pulpite, também conhecida como inflamação da polpa dentária, é outra condição que pode provocar a dor dente. Além disso, a cárie é outra doença bucal que quando não tratada resulta na dor de dente e em outros sintomas. Por isso, a qualquer sinal do incômodo, o ideal é consultar um dentista de confiança para um diagnóstico correto.

Como a dor de dente pode influenciar a gravidez e a saúde do bebê? 

A dor de dente é um fator que traz preocupação não só para saúde bucal, como também para a gestação. Isso porque o quadro pode aumentar os riscos de parto prematuro e prejudicar a saúde do bebê. “A dor de dente intensa pode gerar desconforto extremo e até mesmo o parto precoce devido ao estresse gerado na gestação”, esclarece a especialista. 

Além disso, a dor de dente também pode estar relacionada à cárie, que é outra condição que pode resultar no parto prematuro. Uma paciente com lesões graves de cárie, por exemplo, apresenta uma flora bacteriana modificada que pode transferir bactérias para o bebê após o nascimento. Por isso, é tão importante manter um acompanhamento odontológico durante a gestação. 

Como aliviar a dor de dente durante a gestação?

Pode até parecer óbvio, mas a principal forma de tratar a dor de dente é eliminando a sua causa. No entanto, quando se trata de pacientes grávidas, é preciso ter um cuidado redobrado quanto aos tratamentos para dor de dente. “Gestantes possuem restrição ao uso de medicamentos e anestésicos. Por isso, o melhor remédio é realizar um tratamento preventivo”, afirma a Dra. Rhianna. 

Caso não seja possível remover o agente causador da dor de dente, o ideal é buscar um dentista qualificado para garantir a prescrição dos medicamentos autorizados durante a gestação. Com isso, é possível garantir um medida paliativa para dor de dente até que seja possível tratar o quadro completamente. 

Acompanhamento odontológico durante o pré-natal previne a dor de dente 

Embora não seja muito conhecido, o pré-natal odontológico é fundamental para garantir a saúde da gestante e do bebê. O acompanhamento profissional é a principal forma de prevenir a dor de dente e outros quadros que podem resultar no parto prematuro. “O correto é fazer um tratamento preventivo nos dentes e gengiva, incluindo as consultas regulares no dentista”, aconselha a dentista. Além das consultas, é necessário seguir as orientações quanto à higiene oral, tipo de creme dental e fio dental. Lembre-se: a prevenção é sempre a melhor forma de garantir a sua saúde bucal.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Rhianna Barreto - Cirurgiã-dentista 
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 37448


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal