Como cuidar da saúde bucal de bebês prematuros? Veja dicas!

Saiba como o parto prematuro pode afetar a saúde bucal infantil e os cuidados necessários
Saiba como o parto prematuro pode afetar a saúde bucal infantil e os cuidados necessários

Não é novidade que o parto prematuro requer cuidados extras para o bebê. Mas, o que poucos sabem é que, a saúde bucal também é um fator que merece atenção especial. Isso porque o quadro pode resultar em alterações na cavidade oral e nos dentes que exigem acompanhamento odontológico. Para entender melhor os cuidados com a saúde bucal de bebês prematuros, nós conversamos com a dentista Dóris Rocha, de São Paulo. Confira e saiba como agir nesse caso!

Entenda como o parto prematuro pode afetar a saúde bucal infantil

De maneira geral, todo recém-nascido deveria realizar adequadamente a sucção e a deglutição simultaneamente à respiração nasal. Embora pareça simples, essa prática é a grande responsável por favorecer o aleitamento materno. No caso de um bebê prematuro, existem mudanças na cavidade oral que podem dificultar esse processo. 

“Esta condição pode ser devido à própria prematuridade fisiológica e neurológica ou pela presença de alguma condição sistêmica que interfira na habilidade do bebê em respirar naturalmente e receber a alimentação por via oral”, revela a profissional. Para tratar o quadro, pode ser necessário a utilização de dispositivos, como a intubação orotraqueal e sonda orogástrica. 

A saúde bucal do bebê prematuro também pode ser afetada devido às alterações orofaciais. “Mudanças morfológicas e funcionais no sistema estomatognático, por exemplo, aumentam os riscos de atresia palatina e de deficiência na qualidade de funções, como sugar, deglutir, mastigar e falar”, conta Dóris. Além disso, o parto prematuro também pode causar hipoplasia ou a hipocalcificação do esmalte dentário, que favorece a sensibilidade, a cárie dentária e a alteração oclusal.

Manter uma boa higiene bucal está entre os principais cuidados com a saúde bucal dos bebês prematuros

Você já deve ter notado que é importante manter a saúde bucal dos bebês prematuros, certo? Ainda assim, é comum que surjam dúvidas em relação ao que deve ser feito na prática. Para esclarecer essas questões, a especialista cita cinco medidas fundamentais para saúde bucal infantil nesse caso:

Sempre que possível, escolha o aleitamento materno para garantir a saúde bucal infantil

Não existem dúvidas de que o leite materno é fundamental para nutrir o bebê. No caso de gestações prematuras, a importância é ainda maior, já que o alimento estimula o crescimento e o desenvolvimento adequado da criança. “O leite materno favorece a boa formação dos dentes do bebê que estão embaixo da gengiva, além de promover o equilíbrio da relação entre os maxilares nos primeiros meses de vida”, conta a dentista. 

Justamente por isso, quanto mais tempo durar a amamentação maiores serão as chances de um desenvolvimento das estruturas orofaciais. Para surpresa de alguns, isso pode evitar o uso de aparelhos ortodônticos no futuro, bem como favorecer as funções da mastigação e fala.

Invista em uma dieta saudável para favorecer a saúde bucal dos bebês prematuros

Pode até parecer óbvio, mas estimular a introdução de alimentos complementares contribui para a saúde bucal infantil. Nesse caso, é preciso seguir as orientações do médico pediatra e a evolução de consistência dos alimentos: pastoso, semi-sólido e sólido para estimular as funções orais e o aprendizado da mastigação. “Uma medida importante é oferecer alimentos saudáveis, evitando o uso do açúcar, principalmente, até os dois anos de idade. Além disso, vale estabelecer uma rotina de horários para refeições e lanches”, aconselha a profissional.

Evite o uso de chupetas

Sempre que possível evite o uso de chupetas após a alta hospitalar. “Caso haja o uso, opte por conversar com o odontopediatra sobre o modelo, a frequência do uso e das possíveis repercussões do seu uso”, afirma.

Aposte em uma boa higiene oral para cuidar da saúde bucal de bebês prematuros

Quando ocorre a alimentação correta combinada ao aleitamento materno, os primeiros dentes de leite do bebê prematuro costumam surgir a partir de nove meses de vida. “Nesta fase, é preciso estabelecer uma rotina de refeições seguindo as recomendações do médico pediatra e não oferecer açúcar ou produtos que contenham açúcar até os 2 anos de idade”, revela Dóris.

Outra medida para cuidar da saúde bucal infantil é iniciar a higiene oral com uma escova dental pequena de cerdas macias e com pasta de dentes com flúor. Nesse caso, vale ressaltar que a quantidade de creme dental utilizada deve ser equivalente a um grão de arroz cru.

Não esqueça das consultas odontológicas para acompanhar a saúde bucal do bebê

O odontopediatra não consegue reverter as complicações causadas pelo parto prematuro. No entanto, é importante manter as consultas periódicas para acompanhar a saúde bucal infantil para evitar futuros problemas. “As ações devem acontecer a partir de um monitoramento odontológico dinâmico e com intervalos de acordo com a necessidade individual”, finaliza a dentista. 

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Dóris Rocha Ruiz - Especialista em odontopediatria e mestre em Ciências pela disciplina de Endocrinologia da Faculdade de Medicina da UNIFESP. Membro do Grupo de Saúde Oral da Sociedade de Pediatria de São Paulo e consultora da Global Child Dental Fund (UK).
CRO-SP: 38458


Publicador de Conteúdos e Mídias

TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal infantil