14.12.2020

Clareamento dental com moldeira elétrica de luz de LED: é seguro? Especialista revela os perigos dessa tecnologia e explica porque não é recomendada

Sente necessidade de fazer um clareamento dental? Saiba se o uso da moldeira clareadora elétrica com luz de led é a técnica mais indicada!
Sente necessidade de fazer um clareamento dental? Saiba se o uso da moldeira clareadora elétrica com luz de led é a técnica mais indicada!

Os dentes amarelados podem ser um verdadeiro incômodo para quem preza pela estética e saúde bucal. Nesse caso, o clareamento dental é um dos tratamentos mais recomendados para devolver o efeito whitening e saudável ao seu sorriso. Dentre as diferentes técnicas que podem ser utilizadas no procedimento, a com o uso da moldeira elétrica de luz de LED tem se tornado cada vez mais popular entre os pacientes. Mas será que esse tipo de tratamento é realmente seguro? Para esclarecer essas questões, o Sorrisologia conversou com o dentista Vinícius Barçal. Veja só!

Como funciona o clareamento com moldeira de luz de led?

Acredita-se que a moldeira clareadora elétrica com luz de led funciona como uma fonte de energia que tem a expectativa de ativar o gel clareador para acelerar e melhorar o resultado. No entanto, de acordo com o dentista Vinícius Barçal, é importante ressaltar que o uso da técnica requer o acompanhamento de um profissional para evitar danos à saúde bucal. “O uso de gel clareador exige um sorriso saudável, sendo imprescindível uma consulta prévia de manutenção com o seu dentista. O uso indiscriminado pode prejudicar as estruturas dentais e resultar em quadros como necrose pulpar, manchas e perda de estruturas", afirma.

O clareamento dental com moldeira de luz de led é recomendado?

Segundo Vinícius, não existem estudos científicos que comprovem que o uso de luz como fonte clareadora acelera o processo de clareamento dental. “Na verdade, a fonte de luz gera um aquecimento desnecessário nas estruturas internas dos dentes, causando a morte e a necrose dos vasos sanguíneos e nervos que mantém os elementos vivos”, explica. Nesse caso, o processo de necrose pulpar é acompanhado de dor de dente, o que resulta no tratamento de canal.

Além disso, esse tipo de moldeira clareadora, quando não ajustada perfeitamente, pode causar danos à saúde bucal do paciente. “A falta de ajuste permite o extravasamento do gel clareador, causando queimaduras nos tecidos gengivais e língua, o que pode levar à necrose”, alerta. Por isso, antes de optar por essa técnica de clareamento dental, é importante conversar com o seu dentista de confiança e considerar todos esses fatores.

Saiba como fazer o clareamento dental caseiro de forma segura

Por se tratar de um procedimento conservador, o clareamento dental não apresenta riscos quando indicado e feito sob supervisão de um dentista: “O profissional é responsável pela confecção de uma moldeira personalizada para o paciente. Nesse caso, o acessório é adaptado para o formato de dente e arcada de cada um, evitando o extravasamento do gel”, revela Vinícius.

Durante o acompanhamento e as consultas, o especialista também realizará o registro da cor inicial e indicará os cuidados com a moldeira, higiene bucal e restrições alimentares. “É preciso a realização de consultas periódicas ao longo do tratamento para acompanhar de perto a evolução do clareamento e, assim, avaliar a necessidade de intervenções”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Vinícius Barçal - Odontólogo e Especialista em Estética
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 3979-7


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal