27.10.2020

Braquetes estéticos: o que são? Qual é a diferença deles para os comuns?

Saiba mais sobre essa opção de braquete que torna o seu tratamento ortodôntico mais confortável
Saiba mais sobre essa opção de braquete que torna o seu tratamento ortodôntico mais confortável

Seus dentes estão tortos e a única maneira de alinhá-los é com o tratamento ortodôntico através do aparelho fixo. Você tentou evitar esse tipo de aparelho a vida toda por conta das estruturas de metal aparentes, principalmente se tratando dos braquetes. Mas graças aos avanços da tecnologia, é possível usar esse acessório sem aquele visual de sorriso metálico. O Sorrisologia entrevistou a ortodontista Uila Ramos que explicou os benefícios dos braquetes estéticos.

Braquetes do aparelho ortodôntico: para que servem?

Os bráquetes são peças bem características no tratamento ortodôntico. Eles podem ser feitos de metal, plástico ou cerâmica, dependendo do tipo de aparelho que você escolher. Eles também podem ser soldados às bandas ou colocados diretamente nos dentes. A função dessa estrutura é conectar o fio ortodôntico ao elemento dentário para realizar a movimentação da arcada, até alcançar o seu alinhamento.

O que são braquetes estéticos?

Os bráquetes estéticos possuem a mesma função dos tradicionais, porém com um visual mais sutil. "Eles são compostos de material cerâmico policristalino (aparência esbranquiçada) ou cerâmico monocristalino (aspecto translúcido) que conferem maior discrição ao aparelho ortodôntico". Parte deste público que busca um tratamento ortodôntico com aparelhos mais estéticos são adultos, pessoas que lidam com público, ou que por outros motivos necessitam de maior discrição no tratamento, sem todas aquelas estruturas aparentes.

Conheça outros modelos de braquetes estéticos

Além dos modelos citados, também existem os braquetes constituídos de material plástico (policarbonato). Por outro lado, a ortodontista conta que estes apresentam várias desvantagens em relação aos braquetes cerâmicos, entre elas: "Pigmentação durante o tratamento (instabilidade de cor devido à absorção de água, corantes), deformação estrutural (provoca alteração na expressão do torque), fratura frequente, falhas estas que levaram ao desuso dos braquetes plásticos", listou.

Uila ainda ressalta que os braquetes de constituição de cerâmica apresentam vários prós e contras que devem ser considerados pelo paciente antes do início do tratamento ortodôntico:

Prós: a aparência estética do aparelho (única vantagem sobre os braquetes metálicos). "Os braquetes cerâmicos monocristalino são ainda mais discretos do que os policristalino devido à sua translucidez, apesar de que ambos os tipos de braquetes cerâmicos apresentam maior estabilidade de cor", esclareceu.

Contras: alta chance de sofrer algum tipo de fratura, maior atrito com os fios ortodônticos (interfere na velocidade da movimentação ortodôntica devido a esta resistência), possibilidade de causar danos ou desgastes aos dentes durante sua remoção, estrutura mais volumosa e maior custo.

Este artigo contou com a participação de:

Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Cirurgiã-Dentista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, Ortodontista formada pela Faculdade de Odontologia do Recife


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal