26.10.2020

7 novas tecnologias na ortodontia que fazem diferença no tratamento ortodôntico

Se você vai passar pelo tratamento ortodôntico, precisa conferir essas tecnologias que podem ajudar no alinhamento dos dentes
Se você vai passar pelo tratamento ortodôntico, precisa conferir essas tecnologias que podem ajudar no alinhamento dos dentes

Você sabia que a ortodontia caminha junto com a tecnologia? O tratamento ortodôntico por si só já é considerado um grande avanço odontológico, que ajuda no alinhamento dos dentes e da arcada dentária. Mas, por trás das suas estruturas e funcionalidades, existem acessórios, exames e procedimentos que transformam o uso do aparelho em uma experiência mais agradável, além de proporcionar um resultado bastante eficaz. O Sorrisologia conversou com a especialista em ortodontia Uila Ramos que listou 7 tendências tecnológicas que fazem toda diferença nesse processo.

1. Braquetes estéticos

Braquetes estéticos são ótimas opções para quem deseja usar um aparelho ortodôntico fixo de forma mais sutil. "Eles podem ser compostos de material cerâmico policristalino (com aparência esbranquiçada) ou cerâmico monocristalino (com aspecto translúcido), que garantem maior discrição ao aparelho ortodôntico, atendendo à queixa dos pacientes que não gostam da aparência de sorriso metálico durante o tratamento", esclareceu Uila.

2. Uso da tecnologia 3D

Com essa tecnologia, é possível entender o tratamento ortodôntico do início ao fim. Isso inclui o planejamento do uso do aparelho através da simulação da movimentação dentária, explorando todas as alternativas de correção ortodôntica. Isso se deve graças ao escaneamento intrabucal: "Um modelo virtual em que são configuradas as correções necessárias para o caso do paciente, individualizando a terapia ortodôntica e demonstrando ao paciente os benefícios do tratamento", explicou. Após esse processo, as impressoras em 3D realizam a produção dos alinhadores ortodônticos.

3. Aparelho invisível

Os aparelhos invisíveis, conhecidos como alinhadores ortodônticos são aparelhos removíveis confeccionados a partir do escaneamento intraoral e a impressão em 3D. A grande vantagem de optar esse tratamento é a possibilidade de usar um aparelho estético e superconfortável, além de outros benefícios ao longo doa dia, como uma higiene bucal mais simples.

4. Fios de nitinol

Os fios ortodônticos possuem a finalidade de movimentar os dentes, transformando a energia elástica em trabalho mecânico. Para um resultado eficaz, é importante utilizar um material de qualidade, como é o caso das ligas de níquel-titânio. Essa estrutura foi desenvolvida no Laboratório Naval Americano, em Silver Springs – Maryland, pelo pesquisador Willian Buehler. "Ele constatou em suas observações que a liga apresenta o “efeito memória de forma”. Sendo assim, os fios de níquel-titânio ganharam aplicação na Ortodontia pelo efeito desejável da superelasticidade, característica interessante de ser usada nas fases iniciais do tratamento ortodôntico", esclareceu a especialista.

5. Mini implantes ortodônticos e mini placas

São dispositivos que proporcionam ancoragem esquelética à movimentação ortodôntica, ou seja, anulam as possíveis reações contrárias e indesejadas para o movimento. Oferecem o controle biomecânico sem precisar  da cooperação do paciente, visto que são planejados e instalados pelo profissional em pontos bucais estratégicos para produzir a movimentação necessária. Uila conta como cada um funciona: "Os mini implantes ortodônticos são instalados pelo ortodontista, após avaliação prévia das radiografias dos sítios para onde foram planejadas sua instalação. Já as mini placas são utilizadas através da fixação cirúrgica realizada pelo cirurgião buco-maxilo-facial".

6. Laserterapia

O laser é uma radiação que se encontra no espectro de luz que varia do infravermelho ao ultravioleta, passando pelo espectro visível que tem aplicação terapêutica na odontologia. "Dentre as aplicações do laser na ortodontia, pode-se mencionar: reparação óssea após a expansão rápida da maxila, tratamento da odontalgia oriunda da movimentação ortodôntica, descolagem de braquetes cerâmicos, reparo das úlceras traumáticas originadas pelos acessórios ortodônticos, dentre outras indicações", recomendou.

7. Tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada é um método de diagnóstico por imagem que disponibiliza imagens em três dimensões de determinada secção do corpo. "É uma análise detalhada e de alta precisão em vários cortes de imagem, sendo bastante útil no diagnóstico e planejamento ortodôntico, que pode trazer importantes informações a respeito de":

- Localização de dentes retidos e sua relação com as estruturas vizinhas;
- Avaliação do grau de reabsorção radicular;
- Verificação das dimensões transversas das bases apicais e das dimensões das vias aéreas superiores;
- Consideração da movimentação dentária para a região de osso atrésico;
- Avaliação de defeitos e enxerto ósseo na região de fissuras labiopalatais.

Este artigo contou com a participação de:

Uila Ramos da Silva
CRO-PE 10.380
Cirurgiã-Dentista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, Ortodontista formada pela Faculdade de Odontologia do Recife


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal