17.10.2016

Tempo seco requer mais atenção. Descubra os benefícios da hidratação para sua saúde bucal e geral

Você tem o costume de beber água com frequência? O Sorrisologia explica por que manter-se sempre hidratado é cuidar não só da saúde física mas também da saúde bucal
Você tem o costume de beber água com frequência? O Sorrisologia explica por que manter-se sempre hidratado é cuidar não só da saúde física mas também da saúde bucal

Quando a umidade do ar fica um pouco mais baixa, alguns problemas já começam a aparecer. Se, em meio a outros sinais, sua boca também anda um pouco mais ressecada, não deixe esse sintoma passar despercebido. Uma das maiores complicações que o tempo seco pode trazer é justamente a desidratação. De acordo com o guia alimentar para a população brasileira do Ministério da Saúde, são necessários pelo menos 2 litros de água por dia para manter todas as funções do corpo em ordem. Agora, para provar a importância da reposição de líquido, a nutricionista Sheila Basso explica os benefícios da hidratação.

A saúde da boca é afetada pela desidratação

A água é um componente essencial ao organismo e a falta dela pode gerar problemas graves. O processo de “ressecamento”, segundo Sheila, se reflete em reações metabólicas mais lentas, prejudicando diretamente a saúde da bucal. “A água tem a função de aumentar o nosso fluxo salivar e, com isso, diminuir a quantidade de alimentos entre os dentes, reduzindo as chances de cáries, aftas e também evitando o mau hálito”, esclarece a nutricionista. Por isso, além dos cuidados de higiene já conhecidos, como escovar os dentes regularmente, insistir em beber mais alguns copos de água durante o dia pode ajudar também na construção de hábitos mais saudáveis para o sorriso.

Não espere a sede chegar

Apesar de não conter calorias ou outros nutrientes, sem a água, o corpo humano só continuaria funcionando por poucos dias. É que esse líquido corresponde a cerca de 75% do que somos, além de fazer parte de vários processos, como na lubrificação dos órgãos, na proteção das articulações, no funcionamento do sistema nervoso central e na digestão dos alimentos pela saliva, por exemplo. É por ser assim, tão importante para o corpo, que, segundo a nutricionista, esperar sentir a falta do líquido para ingerir alguma bebida é um hábito que precisa modificado. “A sede já é um sinal de que o organismo está desidratado”, explica.

Sinais de que é hora de repor o líquido perdido

Com o envelhecimento, o corpo começa a perder água e ressecar. O organismo pode perder líquido de várias formas: pela urina, parte das fezes e até por meio da transpiração. A profissional explica que ficar de olho na primeira, no entanto, é um bom parâmetro para sabermos se a ingestão está adequada: “Se a quantidade for insuficiente, a urina é mais concentrada, com coloração amarelo mais acentuado e odor forte. Se o baixo consumo de água persistir, aumenta o risco de cálculos renais (pedras nos rins) ou cálculos na bexiga.”

Frutas e outros alimentos podem ser fonte de água

Para muita gente, criar o costume de beber água regularmente parece muito difícil. Para esses, uma outra possibilidade é expandir as opções para chás, sopas e caldos. Segundo Sheila, sucos de fruta fresca ou polpa congelada, sem a adição de açúcar, também contam como água. “Eles também ajudam na hidratação, além de fornecerem vitaminas e minerais ao organismo. Alimentos como melão, melancia, chuchu, pepino também contém boa parte de água em sua composição”, garante.


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal