10.02.2016

Saúde das gengivas: como saber se preciso realizar alguma cirurgia?

Gengivas: como cuidar? Para ser saudável elas precisam ter algumas características como cor, textura, presença/ausência de sangramento, espessura e presença de biofilme. Fique atento com a sua
Gengivas: como cuidar? Para ser saudável elas precisam ter algumas características como cor, textura, presença/ausência de sangramento, espessura e presença de biofilme. Fique atento com a sua

Pode ser que você dê muita atenção para os seus dentes, mantendo todos sempre bem limpinhos, brancos e longe da placa bacteriana. Mas e a gengiva? Você sabia que ela possui um grande papel em nosso universo bucal e também precisa de atenção, cuidados e, se necessário, uma cirurgia? "Ela tem como função o suporte e a manutenção periodontal dos dentes. Essas atividades envolvem sustentação, nutrição e proteção", explica a especialista no assunto Débora Martino. 

Gengivas saudáveis têm suas características

Os biotipos gengivais são muito variáveis, mas para ter uma gengiva bem saudável a dentista explica que é preciso ficar atento a algumas características. "Devemos sempre considerar fatores como cor, textura, presença / ausência de sangramento, espessura e presença de biofilme". Isso quer dizer que elas precisam ser bem clarinhas e lisinhas para ficar bem longe das doenças gengivais e periodontais causadas pela placa bacteriana.

Como saber se preciso fazer uma cirurgia na gengiva?

A necessidade de um procedimento cirúrgico na gengiva vai depender da avaliação de um especialista. "Existem muitos tipos de procedimentos gengivas cirúrgicos, cada um com uma indicação própria. A necessidade da realização deve ser avaliada clinicamente para que fatores clínicos e de anamnese sejam levados em consideração", comenta. As causas podem variar entre saúde, como a redução da bolsa que elimina como bactérias do local, ou necessidade estética, como o enxerto de tecido mole.

Tipos de cirurgia para a gengiva

Segundo Débora, os procedimentos gengivas cirúrgicos envolvem um variação muito grande de técnicas e nomenclaturas. "De uma maneira geral podem ser divididos em estéticos (plásticas, enxertias, ressecções) e de manutenção das terapias periodontais de doenças (retalhos, osteotomia, acessos)", conclui.

Um bom dentista faz um bom paciente

Ter um bom dentista é essencial para que a prevenção de doenças, como a gengivite, seja feita. Indicar um bom kit de higiene bucal para o seu paciente também faz parte da consulta. Para aqueles que possuem problemas nas cariras rosadas, nada melhor do que usar um creme dental com Fluoreto de Estanho. Esse componente tem alto poder antibacteriano e já fé clinicamente comprovado sua eficácia no combate à gengivite, diminuindo o sangramento gengival e deixando seus dentes muito mas protegidos.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Débora Martino - Especialista em Periodontia
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 38291


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal