17.06.2019

Retração gengival tem tratamento? Dentista lista 5 formas de resolver o problema!

Em busca de tratamento para retração gengival? Conversamos com um dentista para saber mais sobre as opções disponíveis
Em busca de tratamento para retração gengival? Conversamos com um dentista para saber mais sobre as opções disponíveis

Quem lida com a retração gengival já deve ter se perguntado quais são as opções de tratamentos para o problema. Afinal, um sorriso bonito não é feito só de dentes saudáveis e branquinhos e sabemos como ele pode afetar nossa autoestima. O Sorrisologia conversou com o dentista André Alvim, especialista em periodontia, para saber um pouco mais sobre as soluções disponíveis hoje para cada caso e grau de retração da gengiva. Confira!

O que é retração gengival?

Você reparou que seus dentes parecem um pouco maiores e que o tamanho da gengiva diminuiu? Isso caracteriza um quadro de retração gengival, segundo o Dr. André Alvim. “A gengiva que está ao redor do dente retrai, expondo assim a raiz do dente”, explica. Então, não é que seus dentes tenham crescido ou aumentado de tamanho - na verdade, a retração fez com que a parte escondida pela mucosa bucal aparecesse no sorriso.

Como escolher o tratamento ideal para a retração gengival?

Está sofrendo com a retração gengival? É hora de consultar um especialista no tema, como um periodontista, para ter uma avaliação do seu quadro. O tratamento ideal vai depender do tamanho da retração e da gravidade do problema. “Dentre as causas mais comuns da retração podemos citar uma escovação com muita força, posicionamento anormal ou perda de algum dente, bruxismo, periodontite”, enumera o profissional. “A genética também pode ser a causa desse problema”. Confira 5 abaixo formas de evitar essa questão!

1. Escovação correta

Você já saber que usar o fio dental e fazer uma boa escovação é fundamental para manter um sorriso bonito e saudável. Se você está lidando com a retração gengival, é importante prestar mais atenção à pressão que você faz com a escova nos dentes. “Uma escovação com muita força pode causar um desgaste do dente e também a retração”, alerta André. Nos casos mais leves da redução da mucosa, mudar alguns hábitos na hora de escovar os dentes já é suficiente para resolver o problema.

2. Profilaxia

Nos estágios iniciais da retração gengival, também é possível conter o problema com a profilaxia, isto é, tratamentos de prevenção. Já diz o velho ditado que "prevenir é melhor do que remediar", certo? Por isso, não deixe de visitar seu dentista para ficar com a saúde bucal sempre em dia!

3. Raspagem subgengival

Uma má higiene bucal, as placas bacterianas e as periodontites - infecções ao redor dos dentes - também podem estar relacionadas ao desenvolvimento da retração gengival. Por isso, em alguns casos, a solução mais indicada é a raspagem subgengival, uma limpeza profunda na região.

4. Placas para bruxismo

“O hábito de ranger os dentes pode acarretar em vários problemas dentários - dentre eles, a retração”, alerta o André. Muitas pessoas já conhecem a relação do bruxismo com danos nos dentes, estresse ou até mesmo distúrbios na articulação temporomandibular (ATM), mas pouco se fala sobre como ele prejudica nossas gengivas. Se essa é a principal causa da sua retração, encomendar uma placa de tratamento pode ajudar a melhorar o problema!

5. Cirurgia plástica para retração gengival

Nos casos mais graves, uma solução pode ser a cirurgia plástica para cobrir novamente as raízes dos dentes expostos. Hoje, existem algumas opções como o uso de enxertos gengivais ou até mesmo o reposicionamento da mucosa.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
André Alvim - Periodontista
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ 24039


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal