29.06.2020

Quem tem bruxismo pode fazer restauração dentária?

Quem tem pode fazer restauração, sem se preocupar com as fraturas? Dentista esclarece
Quem tem pode fazer restauração, sem se preocupar com as fraturas? Dentista esclarece

O bruxismo é um problema que afeta diretamente as estruturas dos dentes. Quando o problema não é tratado, acaba causando o desgaste do esmalte, podendo atingir a superfície do elemento dentário. Para tratar essas lesões só uma restauração dentária para evitar doenças como a cárie ou uma pulpite. Mas quem tem bruxismo pode realizar esse tipo de procedimento? O Sorrisologia convidou a especialista Edilaine Gomes que esclareceu essa dúvida.

Entenda melhor o bruxismo:

De acordo com a profissional, o bruxismo pode ser considerada uma parafunção, ou seja, uma atividade que funciona de forma alterada. "Ela é manifestada pelo ato de ranger ou apertar os dentes à noite ou durante o dia. Essa condição quando persiste por um longo prazo na boca, pode ter como consequência alterações dentárias importantes como a abfração e os desgastes dentários", revelou. Entenda melhor essas consequências:

Abfração: são cavidades que aparecem nos dentes à distancia do ponto de contato oclusal (região onde mordemos) devido às forças oclusais indevidas no elemento dentário.

Desgastes dentários: podem ocorrer de forma mais superficial, atingindo o esmalte do dente ou de forma mais profunda chegando à dentina, e dependendo do grau de intensidade haverá quebra de restaurações ou até fratura do dente.

Quem tem bruxismo pode restaurar os dentes?

Edilaine conta que o tratamento restaurador pode ser feito normalmente, entretanto, essas estruturas não suportam esse apertamento do bruxismo durante muito tempo sem uma proteção. "Por isso, para que seja evitada a quebra dessas restaurações, uma placa miorrelaxante deve ser usada com o acompanhamento de um profissional especializado", esclareceu.

Qual o melhor tratamento para o bruxismo nesse caso?

O melhor tratamento para bruxismo seria a busca por uma consulta com um especialista. "Uma vez que se trata de uma doença multifatorial e como alguns pacientes podem ter o bruxismo associado a uma DTM, a terapia precisa que ser individualizada, de acordo com os sintomas de cada pessoa", ressaltou.

Para adiantar o assunto, a dentista destaca as principais formas de tratar o bruxismo:

- Reabilitação oral com recuperação dos dentes desgastados devolvendo altura às estruturas dentais sequeladas e a saúde bucal;

- Placas oclusais (miorrelaxante);

- Terapia cognitivo comportamental;

- Atividade física com regularidade;

- Fisioterapia;

- Tratamento farmacológico;

- Aplicação de toxina botulínica.

Esse artigo contou com a participação de:

Edilaine Gomes
CRO/ES 3944
Especialista em ortodontia, DTM e dor orofacial e atualmente em 2018 concluído curso de pós graduação em harmonização orofacial; Professora auxiliar de curso de especialização em ortodontia por 4 anos (2013-2017).


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal