13.04.2021

Quais problemas uma infiltração na restauração dentária pode trazer?

Descubra os problemas que uma infilitração na restauração de dente pode causar e como tratar o quadro
Descubra os problemas que uma infilitração na restauração de dente pode causar e como tratar o quadro

A restauração de dente é um dos procedimentos mais conhecidos entre os pacientes. Responsável por devolver a integridade do elemento dentário, ela é recomendada em casos de uma cárie profunda, fratura ou outra doença bucal. No entanto, assim como qualquer outra técnica odontológica, a restauração dentária também pode apresentar alguns problemas, como infiltrações, que exigem um atendimento imediato para evitar complicações maiores. Para entender melhor sobre o assunto, reunimos as principais consequências de uma infiltração na restauração para sua saúde bucal.

Entenda como surge a infiltração na restauração dentária

Como o próprio nome já indica, a restauração de dente serve para recompor e restaurar um elemento dentário que sofreu algum tipo de desgaste em sua estrutura. Nesse caso, os agentes causadores do problema podem estar ligados a traumas, cárie, erosão dentária e obturações.

No entanto, a falta de selamento da restauração dentária provocada por fraturas ou trincas no material utilizado no procedimento, pode resultar em um problema maior: a infiltração. Isso porque esse pequeno espaço aberto entre o dente e o material pode servir de porta de entrada para fluidos e bactérias na parte mais interna dos dentes, resultando em cáries embaixo da restauração.

Geralmente, a ingestão excessiva de alimentos ácidos, a higienização incorreta e a falta de fio dental são os principais causadores da infiltração na restauração - já que contribuem pro desgaste do procedimento.

As consequências da infiltração na restauração de dente

Por permitir a entrada de fluidos e bactérias na parte mais interna dos dentes, a infiltração na restauração dentária é um quadro que deve ser resolvido o quanto antes para prevenir o surgimento de problemas ainda maiores. Isso porque, quando não tratado precocemente, o quadro pode provocar a eliminação de vasos e nervos importantes da estrutura dental, resultando na perda da sensibilidade - que é o primeiro sinal de que algo pode estar errado com a sua saúde bucal.

Dessa forma, quando não há visitas frequentes ao dentista, a infiltração na restauração não é identificada e avança livremente, causando cáries secundárias que podem levar a perda dentária. Por isso, é importante manter um acompanhamento odontológico a cada seis meses, especialmente pacientes em tratamento endodôntico, para garantir a saúde do seu sorriso.

Como tratar uma infiltração na restauração dentária

Antes de iniciar qualquer tipo de tratamento para infiltração na restauração dentária, é importante identificar a profundidade dela. Dessa forma, é possível definir se o reparo na restauração é viável ou não. No caso de infiltrações mais evoluídas, a troca completa da restauração no dente pode ser a solução mais indicada. Por isso, pacientes que possuem uma ou mais restaurações, devem manter visitas frequentes ao consultório odontológico para identificar qualquer alteração no material da restauração ainda no início.


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal