22.06.2021

Por que preciso usar contenção depois do tratamento ortodôntico?

Entenda a importância do uso da contenção móvel ou fixa após o tratamento ortodôntico e os cuidados necessários com o aparelho
Entenda a importância do uso da contenção móvel ou fixa após o tratamento ortodôntico e os cuidados necessários com o aparelho

O resultado do tratamento ortodôntico depende de muitos cuidados do paciente - inclusive após o procedimento. O uso da contenção móvel ou fixa, por exemplo, é uma das medidas fundamentais para garantir os tão sonhados dentes alinhados. Mas você sabe por quê esse tipo de aparelho ortodôntico é tão importante? Ou qual a sua função durante o tratamento? Para esclarecer essas e outras dúvidas, a equipe de Sorrisologia conversou com o ortodontista Djalma Faria, que revelou tudo sobre o assunto. Confira!

Contenção móvel ou fixa: entenda as diferenças entre os modelos

Quando se trata do aparelho de contenção, o objetivo é sempre manter os dentes alinhados em suas novas posições após o tratamento ortodôntico - evitando a necessidade de outras correções. No entanto, é importante ter em mente que existem dois modelos diferentes: a contenção móvel e a contenção fixa. “As diferenças entre as contenções são a maneira que ficam na arcada dentária e em quais dentes são utilizadas”, explica o profissional.

A contenção móvel, por exemplo, é indicada para a parte superior da arcada dentária. O modelo é removível e possui um apoio de acrílico no palato, conhecido popularmente como céu da boca. Por outro lado, a contenção fixa pode ser plana ou modificada higiênica. “O modelo plano é colocado de um dente canino ao outro, envolvendo os seis dentes inferiores da frente. Além disso, ele também pode ser colocado na parte superior para evitar a separação entre os dentes, conhecido por diastemas”, revela o dentista.

Já a contenção fixa higiênica conta com uma estrutura ondulada que proporciona mais conforto ao paciente, permitindo uma higiene mais, uma vez que possibilita o uso do fio dental entre os dentes. Ainda assim, vale ressaltar que apenas um ortodontista qualificado pode indicar o modelo de contenção mais recomendado para o seu caso.

Contenção: aparelho usado após o tratamento ortodôntico ajuda a manter os dentes alinhados

Se engana quem pensa que tirar o aparelho fixo dental é sinônimo de fim do tratamento ortodôntico. Na verdade, a última etapa do processo consiste no uso da contenção móvel ou fixa. Com a retirada do aparelho ortodôntico, é comum que os dentes voltem a se movimentar para sua posição inicial, já que não existe mais a força e pressão promovida pelos bráquetes e fios.

Nesse caso, a contenção móvel ou fixa surge como um aliado para impedir essa movimentação e, consequentemente, a necessidade de novas correções. Quanto ao tempo de uso desse aparelho ortodôntico, o dentista alerta: o período pode variar de acordo com o paciente. "Em média, a contenção móvel é utilizada durante um ano, enquanto a fixa é usada por tempo indeterminado”, afirma.

Os cuidados necessários com a contenção após o tratamento ortodôntico

Seja a sua contenção móvel ou fixa, é importante estar atento às recomendações indicadas pelo dentista durante o uso do aparelho. No caso da contenção móvel, por exemplo, é preciso removê-la antes de realizar algumas atividades comuns, como escovar os dentes, comer e praticar esportes, para garantir uma higienização correta dos dentes e da placa.

Já quando se trata da contenção fixa, as medidas podem ser um pouco mais rígidas. “Esse modelo necessita de escovas interdentais para facilitar a higienização entre a contenção e os dentes”, aconselho o dentista. Além disso, é importante evitar o consumo de alimentos duros que possam causar danos à contenção e prejudicar o resultado do tratamento ortodôntico.
 

Este artigo contou com a participação de:
Djalma Faria - Ortodontista formado pela Universidade Federal de Alfenas. Especialista no sistema invisalign, ortodontia funcional dos maxilares e ortodontia autoligavel.
CRO-SP: 59104


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal