Os benefícios da amamentação para a saúde bucal infantil

Entenda os benefícios do aleitamento materno para a saúde bucal do seu bebê
Entenda os benefícios do aleitamento materno para a saúde bucal do seu bebê

A amamentação é a primeira conexão entre mãe e filho. Além de ser um gesto de amor, o hábito de amamentar consegue trazer inúmeros benefícios para a saúde bucal do bebê, que podem se estender até a vida adulta. Por outro lado, muitas pessoas acreditam que o leite é capaz de causar algumas doenças bucais, como a formação da cárie. Para saber o que é mito ou verdade deste assunto, entrevistamos a especialista em aleitamento materno e odontopediatra Aline Pedroni que esclareceu as riquezas dessa amamentação.

A amamentação pode causar doenças bucais, como a cárie: mito ou verdade?

Mito. De acordo com a dentista, esse boato foi disseminado por muitos anos, mas a ciência já comprovou que a cárie é multifatorial e determinada pelo consumo de açúcar e presença de placa bacteriana sobre os dentes. “O açúcar presente no leite materno (lactose), sozinho, não é capaz de causar a cárie, portanto o foco dos dentistas deve ser no controle da dieta da criança, e correta higienização dos dentes, e não em remover o aleitamento, de nenhuma maneira. Achar que o leite materno pode levar a doenças é um pensamento que vai contra a evolução da nossa espécie”, afirmou a especialista.

Existe uma idade específica que a criança precisa parar de amamentar?

Até os seis meses de vida o bebê precisa se alimentar somente do leite materno. A partir dessa idade, se inicia a introdução dos primeiros alimentos pastosos, mas o aleitamento não só pode como deve ser complementado por até dois anos de idade do pequeno. “Terminado esse período, se a criança desejar continuar amamentando e, se assim ficar bom para a mãe e ambos estiverem saudáveis, não há motivos para interromper a amamentação”, esclareceu a odontopediatra.

Benefícios da amamentação para a criança: desde o ato de sucção até os nutrientes do leite materno

O leite materno é um alimento completo para todo bebê. Ele contém água, gordura, proteínas, vitaminas e feito especialmente para suprir as necessidades de cada ser humano, de acordo com sua faixa etária, já que também possui enzimas e hormônios próprios para cada fase da vida. Sem falar que ele contém inúmeros anticorpos que protegem a criança de infecções. Você pensa que acabou? A amamentação também traz uma porção de benefícios para a saúde bucal da criança e Aline explica quais são eles:

1. O queixo da maioria dos bebês nasce pequeno e posicionado para trás e são os movimentos de ordenha para extrair o leite materno que fazem uma mudança de postura na nossa mandíbula para frente e permitem o seu correto crescimento, melhorando sua harmonia e função.

2. Durante o aleitamento, os lábios do bebê são obrigados a vedar o peito da mãe, isso favorece a instalação da respiração correta pelo nariz e elevar a língua para o céu da boca - local onde ela deve ficar alojada.

3. Amamentação também é o que estimula os músculos da mastigação. Portanto, amamentar no peito é a prevenção dos problemas de mordida (oclusopatias) e o responsável pelo correto alinhamento maxila mandíbula, além do funcionamento das funções do sistema estomatognático (como respiração, mastigação, deglutição).

“Além de todos esses benefícios da parte odontológica, ainda temos inúmeros outros fatores como equilíbrio psicológico, favorece vínculo mãe - bebê, menores índices de obesidade e maiores índices de inteligência na fase adulta, inclusive para a mãe, como a redução do câncer de mama.”, finalizou.

Aline Pedroni Pereira
CRO 103155
Aperfeiçoamento em Ortodontia Corretiva e Dentística restauradora (Odontologia Estética); Especialização em Ortopedia Funcional dos Maxilares - área que previne e trata os problemas de mordida e crescimento facial com o uso de aparelhos removíveis; Mestrado em Odontologia na área de Odontopediatria pela Unicamp.


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal infantil