15.07.2020

Mordo muito a parte interior da minha bochecha, preciso fazer bichectomia? Especialista em dentística esclarece o assunto

Descubra como a bichectomia pode ajudar eliminar o hábito de morder as bochechas e prevenir possíveis problemas bucais
Descubra como a bichectomia pode ajudar eliminar o hábito de morder as bochechas e prevenir possíveis problemas bucais

Você mordeu a bochecha enquanto comia e não é a primeira vez que isso acontece. Muito gente nem sabe o real motivo desse hábito, mas, de acordo com dentistas e especialistas, ele pode estar relacionado à excesso de gordura na região e a mastigação errada. Nesses casos, os prejuízos a sua saúde bucal podem variar desde sangramentos ao surgimento de aftas e feridas. A boa notícia é que a bichectomia pode ajudar a diminuir o volume das bochechas e evitar o quadro. Quer entender melhor como funciona esse procedimento e as suas vantagens? Veja o que diz a dentista Julia Sandrini.

Morder as bochechas pode ser consequência de mastigação errada ou excesso de gordura na região

Segundo Julia, morder as bochechas com frequência pode ser um sinal de problemas com a mastigação. Nesse caso, além de sobrecarregar um grupo específico de dentes ou apenas um individualmente, o resultado pode ser aquelas mordidas involuntárias nas bochechas. Outro fator que pode resultar no hábito é o excesso de tecido gorduroso na região, popularmente conhecido como bola de bichat. Presentes entre a mandíbula e o maxilar, elas influenciam tanto na estética como no processo de mastigação.

Entenda os riscos e problemas bucais que o hábito pode trazer

O hábito de morder a parte interna da bochecha não é positivo e deve ser interrompido. Julia explica: “Quando mordemos involuntariamente a bochecha, automaticamente ocorre uma inflamação no local, que virá acompanhada de inchaço, dor, sangramento, aftas e feridas”. Além disso, a atitude pode ser prejudicial principalmente quando o processo de cicatrização do paciente é demorado. “A persistência de uma ferida na região pode gerar problemas mais graves, como fibroses e até mesmo pequenos tumores”, esclarece a dentista. Por isso, é importante estar atento e procurar ajuda de um profissional qualificado para tratar o problema o quanto antes.

Bichectomia pode acabar como hábito de morder a bochecha?

Quando as mordidas são causadas pelo excesso de gordura nas bochechas, a profissional adianta: a bichectomia é o tratamento mais indicado. Dessa forma, é possível remover as bolas de bichat - estruturas de tecido gorduroso que ficam abaixo das maçãs do rosto - e evitar que os pacientes mordam de forma excessiva as bochechas nas atividades diárias, como durante a alimentação. Por se tratar de um procedimento cirúrgico de pequeno porte, a bichectomia pode ser feita em ambiente de consultório com anestesia local. Entretanto, vale lembrar que, é preciso ter alguns cuidados pós-operatórios. Não fazer exercícios físicos, manter uma alimentação pastosa e líquida e praticar uma boa higiene bucal são alguns deles.

As vantagens da bichectomia para saúde bucal

De acordo com a dentista, a retirada do tecido gorduroso das bochechas durante a bichectomia pode trazer uma série de benefícios para a saúde bucal. “É possível evitar feridas durante a mastigação, que além de dolorosas, interferem na qualidade de vida do paciente. Além disso, um espaço reduzido para mastigação pode impedir a correta deglutição dos alimentos, o que pode ser resolvido através do procedimento”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Júlia Sandrini - Cirurgiã Dentista e Especialista em Harmonização Facial (M.A.R.C. Institute) 
Santa Catarina - SC
CRO-SC: 17313


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal