15.03.2021

Mordida errada após a restauração dentária: entenda as causas e como acabar com o problema

Quando não feita corretamente, a restauração no dente pode resultar em alguns problemas bucais, como a mordida errada. Saiba mais!
Quando não feita corretamente, a restauração no dente pode resultar em alguns problemas bucais, como a mordida errada. Saiba mais!

A restauração no dente é um dos procedimentos mais conhecidos e realizados nos consultórios odontológicos. Responsável por reconstruir o elemento dentário após traumas, fraturas ou surgimento de cáries, ele requer alguns cuidados para evitar outros problemas bucais, como a mordida errada. Mas você sabe porquê isso acontece? Ou quais as melhores formas de acabar com o incômodo? Para esclarecer essa e outras dúvidas sobre o assunto, o Sorrisologia bateu um papo com a dentista Caroline Malavasi que explicou a relação entre a restauração no dente e a mordida errada.

Restauração no dente vs. mordida errada: entenda a relação entre os quadros

Além da sensibilidade nos dentes após a restauração, existem outros problemas bucais que também podem surgir. A mordida errada, por exemplo, é a principal entre eles. De acordo com a especialista, o motivo por trás disso são os contatos prematuros. “O quadro pode surgir quando é realizada uma restauração no dente e ela ficou alta. Nesse caso, ao morder, o paciente acaba encostando mais em algumas regiões do que em outras, o que pode prejudicar o equilíbrio oclusal do paciente e trazer dores ao mastigar”, explica Caroline. Além disso, uma restauração no dente que fica baixa também pode resultar na mordida errada, mesmo que não ocorra uma desproporção no contato em determinadas partes do elemento dentário.

Quais as consequências da mordida errada para saúde bucal?

Como falamos anteriormente, a mordida cruzada causada pela restauração no dente pode acarretar uma série de prejuízos à saúde bucal do paciente. A melhor maneira de notar a presença do problema é comparando a mordida em uma posição diferente de quando se está em pé. Caso haja contraposição, é importante consultar o seu dentista o quanto antes. “Problemas no nível da restauração no dente podem provocar dor localizada ou generalizada, retrações gengivais e desgaste no esmalte dental”, alerta a dentista.

Nesse caso, a sensação de dor é resultado de uma inflamação que ocorre no ligamento periodontal. Sendo assim, tanto a retração quanto o desgaste são uma resposta ao trauma oclusal, ou seja, ao impacto forte e constante que a restauração no dente causa em determinada região.

Saiba como corrigir a restauração no dente e evitar problemas na mordida

Não importa se você optou por uma restauração em resina ou porcelana, uma coisa é certa: a qualquer sinal de irregularidade, é necessário consultar um dentista para corrigir o problema. No caso do desnível que causa a mordida errada, a solução é realizar um procedimento conhecido como ajuste oclusal, que propõe modificações nas superfícies das restauração no dente para harmonizar os aspectos funcionais e maxilomandibulares.

No entanto, Caroline alerta: “ao terminar uma restauração no dente ou após a cimentação de blocos e coroas, o profissional deve checar a mordida como um todo”. Dessa forma, é possível certificar-se de que existe um equilíbrio entre os contatos dentais. Nesse caso, as fitas de carbono que o dentista usa na realização dessa etapa são grandes aliadas.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Caroline Malavasi - Especialista em Ortodontia e mestre em Dentística pela Universidade Federal Fluminense, com consultório na Barra da Tijuca (RJ)
Rio de Janeiro - RJ


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal