29.06.2021

Lente de contato dental: é preciso desgastar os dentes?

Entenda como funciona a lente de contato dental e descubra se o procedimento exige o desgaste dentário
Entenda como funciona a lente de contato dental e descubra se o procedimento exige o desgaste dentário

A lente de contato dental tem se tornado cada vez mais comum entre os pacientes que buscam um sorriso harmônico. Feita de porcelana e produzida de forma personalizada, a lâmina ultrafina é uma opção moderna para fazer correções estéticas ou funcionais nos dentes. Como qualquer outro procedimento odontológico, a lente de contato dental também exige alguns cuidados antes da sua realização. Mas será que o desgaste dos dentes é um deles? Para esclarecer essa dúvida, conversamos com a ortodontista Caroline Malavassi, que revelou como funciona a colocação da lente de contato dental.

Lente de contato dental: como funciona?

A lente de contato dental nada mais é do que uma “capinha” mais fina que as facetas convencionais. “Geralmente, o procedimento é recomendado para pacientes que desejam alterar o tamanho, a cor e o formato de dentes”, revela a especialista. Para fazer a colocação da lente de contato dental são necessárias duas consultas. “O procedimento se inicia após a correta avaliação e a realização de um planejamento individualizado”, conta a ortodontista.

Nesse caso, vale ressaltar que, em uma mesma consulta, a estrutura dentária deve ser preparada e moldada ou escaneada, para que o modelo seja enviado a um laboratório protético especializado em lente de contato dental.

Os pré-requisitos para o uso da lente de contato dental

Não é difícil encontrar pacientes que buscam pelo uso da lente de contato dental para garantir um sorriso alinhado. No entanto, a dentista revela: as lentes não são recomendadas para dentes muito desnivelados ou que tenham um posicionamento dental desfavorável. “Nesses casos, indicamos a realização prévia de um tratamento ortodôntico a fim de evitarmos um desgaste de estrutura sadia sem necessidade”, recomenda.

Indivíduos com restaurações extensas ou com grande parte da estrutura dental comprometida também não devem receber a lente de contato dental. “Para essas situações são necessários tratamentos maiores, como a confecção de blocos ou coroas”, afirma a Dra. Carolina. Além disso, é importante ter em mente que a presença de cáries e doenças gengivais também podem impedir a colocação da lente de contato dental.

Lente de contato dental é sinônimo de desgaste nos dentes: mito ou verdade?

Verdade. Embora sejam pequenos e variem de acordo com a necessidade do paciente, o desgaste dental é necessário - especialmente na região próxima à gengiva. “Quando não realizado o desgaste antes da colocação da lente de contato dental, é possível observar a longo prazo inflamações decorrentes de um sobrecontorno e acúmulo indevido de placa na região”, alerta a dentista. Nesse caso, é necessário realizar o procedimento novamente.

Os riscos do uso da lente de contato dental

Assim como qualquer outro procedimento odontológico, a lente de contato dental também requer uma manutenção frequente. Caso contrário, o procedimento pode oferecer riscos à sua saúde bucal. “Justamente por isso, os retornos periódicos ao dentista são tão importantes”, conta a profissional. Além disso, é importante ter em mente que os materiais utilizados na lente de contato dental podem sofrer danos quando submetidos a grandes esforços. “É necessário que pacientes com hábitos parafuncionais, como bruxismo, sejam corretamente orientados a utilizarem plaquinhas protetoras”, recomenda Carolina.

3 cuidados fundamentais durante o uso da lente de contato dental

1) Não esqueça das manutenções periódicas com o especialista a cada seis meses.
2) Invista em uma boa rotina de higiene bucal - incluindo o uso de fio dental. Dessa forma, é possível combater o acúmulo de placa bacteriana e inflamação ao redor das porcelanas.
3) Evite o consumo de alimentos duros e rígidos, como pedras de gelo e torresmo, para prevenir fraturas e perda da lente de contato dental.

 

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Caroline Malavasi - Especialista em Ortodontia e mestre em Dentística pela Universidade Federal Fluminense, com consultório na Barra da Tijuca (RJ)
Rio de Janeiro - RJ


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal