Fístula e bolha na gengiva: Entenda as diferenças e semelhanças entre essas condições orais
A fístula dental é um tipo de bolha na gengiva que surge por conta de um processo inflamatório no interior do dente
A fístula dental é um tipo de bolha na gengiva que surge por conta de um processo inflamatório no interior do dente

Publicador de Conteúdos e Mídias

Fístula dental e bolha na gengiva são a mesma coisa?

Descubra se uma bolha na gengiva é o mesmo que uma fístula dental e como reconhecê-las e tratá-las. Cuide da sua saúde bucal!

31/05/2022

Compartilhar em suas redes

Publicador de Conteúdos e Mídias

Entende-se que a fístula dental não é uma doença, e sim o resultado de um processo infeccioso na gengiva que surge por conta de uma inflamação no interior do dente.

Embora seja semelhante à afta, a fístula dentária tem uma causa diferente e precisa de maior atenção para que o problema não se agrave. 

Para saber mais sobre o assunto, o Sorrisologia conversou com a dentista Caroline Bittencourt, especialista em clínica geral e periodontia, que explicou o que é fístula, como tratar e se ela pode ser considerada (ou não) uma simples bolha na gengiva. 

Confira!

 

Toda bolha na gengiva é uma fístula dental?

 

De acordo com a dentista Caroline Bittencourt, não é possível dizer que fístula e bolha são a mesma coisa. 

Isso porque a bolha pode ser uma afta, um machucado ou ser resultado de outros problemas bucais. Já a fístula dental tem uma origem específica e nem sempre se manifesta na forma de uma bolha.

“A fístula dental acontece quando há um processo inflamatório no interior do dente. Como os nossos dentes são formados por um tecido duro, essa inflamação não tem por onde drenar o pus, que acaba encontrando um caminho para externar, causando a fístula, que pode ser em formato de bolha ou não. A fístula nada mais é do que o extravasamento da reação inflamatória que acontece dentro do dente para o ambiente externo. Normalmente, se dá na altura dos ápices das raízes dentárias”, explica a profissional.

 

O que causa fístula na gengiva?

 

“A parte mais interna dos nossos dentes, chamada de polpa, é a responsável por dar vitalidade aos mesmos. Quando a polpa é agredida de alguma forma, por cárie dentária ou algum trauma, acontece uma reação inflamatória na região, podendo causar dor de dente ou simplesmente uma necrose pulpar - condição que ocorre quando a parte interna do dente, onde estão os nervos e vasos sanguíneos, morre devido a razões como cáries profundas ou infecções - que pode acontecer de forma silenciosa e indolor. A fístula dentária acontece, na maioria dos casos, dessa forma silenciosa, pois o paciente não sente dor e a reação inflamatória vai evoluindo”, esclarece a especialista. 

“Por a polpa dentária estar confinada pelos tecidos que formam o dente, o único lugar por onde é possível extravasar o pus proveniente da inflamação é o ápice radicular. O ápice radicular, localizado na ponta da raiz de um dente, também está envolto pelo tecido ósseo que circunda os dentes. Então, essa inflamação faz um caminho, que evolui através do tecido ósseo, até extravasar no meio bucal. A fístula acontece quando essa inflamação encontra a gengiva, podendo formar uma bolha na região”, complementa a dentista.

De acordo com a Dra. Bittencourt, esse tipo de problema pode se originar justamente por conta de má higiene bucal, que resultam no acúmulo de tártaro ou de bactérias cariogênicas na boca, por exemplo.

Preservar a saúde dos dentes - o que inclui ter uma boa rotina de escovação e ir ao dentista regularmente - é muito importante para prevenir a fístula dentária e outras condições. 

 

Sintomas da fístula dentária

 

Agora que já sabemos o que é e quais são as possíveis causas da fístula dentária, abaixo listamos uma sequência de sintomas que podem incluir: 

  • Inchaço ou protuberância na gengiva;
  • Presença de pus ou secreção na fístula;
  • Dor ou desconforto na área afetada;
  • Mau gosto ou odor na boca;
  • Sensibilidade dental aumentada.

 

O que fazer ao descobrir a fístula dentária

 

Levando em conta que a fístula é uma bolha de pus na gengiva que representa um problema maior, a dentista destaca que é importante tomar algumas medidas o quanto antes. 

“É necessário se preocupar sim, pois se o paciente apresenta uma fístula, é sinal de que algum dente próximo está inflamado. É importante procurar um dentista imediatamente, para que seja realizado o tratamento necessário para cessar a inflamação”, recomenda a profissional.

 

Fístula dental: como tratar e amenizar a dor

 

Por representar uma inflamação dentária, o tratamento da fístula consiste em remover toda a parte do dente que está perdida. 

A dentista também destaca que, caso o paciente esteja com dor, é possível receitar remédios para amenizar o quadro. 

“Nesses casos, é necessário realizar um tratamento de canal, remover a polpa que está necrosada e medicar essa inflamação”, finaliza a especialista.

Mais Recentes

Publicador de Conteúdos e Mídias