04.11.2016

Dificuldade para engolir? Entenda como isso pode prejudicar a sua saúde bucal

Você já sentiu um certo incômodo na hora de engolir? A patologista bucal Dulce Cabelho conta que o problema pode refletir na saúde bucal
Você já sentiu um certo incômodo na hora de engolir? A patologista bucal Dulce Cabelho conta que o problema pode refletir na saúde bucal

Você está mastigando aquela sua refeição predileta e no momento de engolir sente dificuldade. Com isso, veio aquele engasgo, acompanhado de uma tosse que parece que não vai acabar mais. Quem já passou por essa situação sabe o quanto é desagradável. A patologista bucal Dulce Cabelho diz que esse problema tem nome: disfagia. "É a definição para a dificuldade ao engolir". A complicação tem sintomas de difícil diagnóstico por estar relacionada a inúmeros fatores que podem ser tanto alterações emocionais, como sistêmicas ou locais.

A relação da disfagia e a saúde bucal

Como a boca é a porta de entrada para todo o sistema digestivo, a saúde desse ambiente pode ter total relação com a disfagia. Segundo a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), se a dificuldade em ingerir alimentos continuar, sérios problemas podem surgir. Entre eles estão a cárie, pelo grande acúmulo de resíduos nos dentes, e o aumento de infecções causados por fungos. "É imprescindível o correto diagnóstico feito pelo especialista. Desta forma, será possível identificar as consequências bucais", explica Dulce.

Como identificar a disfagia?

O primeiro diagnóstico precisa ser feito pelo próprio paciente ao perceber a dificuldade em engolir. Feito isso, a interpretação do sintoma deve ser feita pelo especialista, com uma análise clínica minuciosa baseada nas queixas do paciente e no exame intrabucal. "É importantíssimo a procura por lesões na região, para a exclusão de possíveis doenças locais, como o câncer de boca", lembra a profissional. Não ignore os sinais do seu corpo. Se sentir um incômodo, procure um especialista. O diagnóstico é fundamental para ampliar as possibilidades de cura de complicações sérias.

Tratando a disfagia

Quem passa por essa doença perde até a vontade de comer, o que consequentemente pode gerar uma quadro grave de desnutrição. Por isso a importância do descobrimento precoce da da disfagia. Já a terapia multidisciplinar é indicada a partir do diagnóstico. Para que o paciente continue se alimentando normalmente, é recomendável adaptar seu cardápio. A dica é que os alimentos sólidos devem ser amassados junto com líquido para que possam ser engolidos com facilidade.


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal