25.11.2020

Como aliviar ardência na boca? Conheça os tratamentos mais indicados para o problema

A ardência bucal tem tratamento! Veja o que a dentista recomendou para acabar com o problema
A ardência bucal tem tratamento! Veja o que a dentista recomendou para acabar com o problema

A falta de uma higiene bucal adequada pode causar muitos problemas ao seu sorriso. Além das doenças bucais mais corriqueiras, como o tártaro e a cárie que afetam os dentes, é possível que outras regiões da cavidade sejam atingidas por uma série de complicações, como é o exemplo da ardência bucal. Essa síndrome é representada por uma sensação de ardor ou queimação em qualquer região da mucosa oral. Se você vem sentindo esse incômodo, o Sorrisologia te ajuda a resolver! Conversamos com a dentista Sandra Regina que indicou os tratamentos para aliviar esse problema. 

O que é ardência na boca? Entenda as causas desse problema bucal

A ardência bucal, como o próprio nome já diz, é aquela sensação de que sua boca está com um grande ardor por dentro - bem parecida quando você experimenta uma comida muito quente e acaba queimando a boca. De acordo com a odontologista o problema pode acontecer por uma série de fatores, como: "Não produzir saliva suficiente, chamada de xerostomia, doenças que afetam as glândulas salivares, alteração medicamentoso ou hormonal, dano nervoso ou alergias". Por isso, é sempre bom ficar de olho nesse sintoma para procurar um dentista e tratar essa síndrome o quanto antes!

Como saber se estou com ardência na boca? Quais os sintomas?

- Ardência;

- Dor na mucosa;

- Sensação de queimação.

Sandra ainda ressalta que esses sinais podem ser causados pela deficiência de vitaminas, como do complexo b e minerais, ferro e zinco, que acabam contribuindo para a queimação da língua e da mucosa oral. "Pode existir outras causas também como candidíase ou língua geográfica", observou.

Tratamento e cuidados para aliviar a ardência na boca

Deu para perceber que lidar com a ardência na boca não é algo fácil. Mas é possível tratar essa síndrome incluindo alguns cuidados bem simples na sua rotina. A odontologista recomenda o que precisa ser feito: "O paciente deve manter a boca sempre úmida bebendo mais água ou comendo mais doce, e/ou usar saliva artificial quando necessário". Lembrando que, após a ingestão de doces, é importante escovar os dentes para evitar a formação de cáries. Também é fundamental sempre fazer um check-up anual para investigar a necessidade de administrar um complexo vitamínico e prevenir que a ardência aconteça de novo. 

Esse artigo contou com a participação de:
Sandra Regina de Oliveira Torres - Cirurgiã-dentista e especialista em traumatologia
São Paulo - SP
CRO-SP: 113237


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal