Aplicação de botox pode controlar o excesso de saliva? Especialista em dentística esclarece o assunto

05.11.2020

Aplicação de botox pode controlar o excesso de saliva? Especialista em dentística esclarece o assunto

Descubra mais esse benefício que a toxina botulínica é capaz de proporcionar para a saúde bucal
Descubra mais esse benefício que a toxina botulínica é capaz de proporcionar para a saúde bucal

O botox se tornou uma solução eficiente e imediata para o tratamento de rugas no rosto. Além de fazer parte de grandes procedimentos estéticos, como a harmonização facial, a substância ajuda muito no tratamento de problemas bucais, como o bruxismo e o sorriso gengival. Assim como esses, é possível afirmar que a toxina botulínica também é capaz de controlar o excesso de saliva na boca, bastante conhecido como sialorreia? O Sorrisologia entrevistou a especialista em estética dental Rita Ventura que esclareceu o assunto e contou todos os cuidados que devemos ter com o botox após a sua aplicação. 

Aplicar botox na boca ajuda a controlar o excesso de saliva?

Embora seja mais utilizado para fins estéticos, o botox também é uma excelente solução para diversos problemas bucais, entre eles está o controle do excesso de saliva, como explica a dentista: "Existem várias formas de tratar a sialorreia – alta produção de saliva – como mudanças na dieta, medicações, exercícios motor-orais e a aplicação de botox também é uma delas", revelou. A profissional garante que essa técnica tem como objetivo diminuir a produção de saliva, e quando administrada em doses adequadas, gera uma melhora de aproximadamente 80% do excesso de fluido na boca.

Como o botox é aplicado? Especialista conta os detalhes do procedimento para tratar a sialorreia

Para controlar o excesso de salivação, a toxina botulínica precisa ser injetada em um lugar mais específico da boca. Rita esclarece com detalhes como o procedimento deve ser feito: "O botox é aplicado nas glândulas parótidas e submandibulares, que são responsáveis por 80% da produção da saliva humana, para diminuir temporariamente". 

É importante ressaltar que o efeito deste tratamento não é permanente, afinal, o botox deve ser feito novamente em até quatro meses, que é o período de durabilidade. Além da toxina, a especialista recomenda que o paciente também faça uma terapia com fonoaudiólogo, que irá ajudar o paciente a controlar os músculos ao engolir, para que não haja necessidade de reaplicar o botox.

Cuidados que o paciente deve ter após colocar botox para evitar inchaço e outros efeitos colaterais

Rita recomenda alguns cuidados além do botox que controlam a quantidade de saliva, como: ter uma boa higiene bucal, comer devagar e beber bastante água são medidas que ajudam a evitar a salivação. "Após a aplicação, é ideal que o paciente evite praticar exercícios físicos, evitar massagear a região. Se notar algum inchaço durante as primeiras horas depois de realizar o procedimento, fique tranquilo, pois essa reação é completamente normal".

Esse artigo teve a participação profissional de:
Rita Ventura

Cirurgiã dentista, ortodontista, especialista em Harmonização Facial e estética dental.
CRO: 42601


TODAS AS MATÉRIAS: saúde bucal