11.07.2018

Aparelho autoligado: contamos 4 coisas que você precisa saber sobre essa alternativa ortodôntica

Aparelho sem borrachinhas: veja como funciona o modelo autoligado para correções de má oclusão e as vantagens desse dispositivo
Aparelho sem borrachinhas: veja como funciona o modelo autoligado para correções de má oclusão e as vantagens desse dispositivo

Você descobriu que vai começar o tratamento ortodôntico, mas ainda não decidiu por qual tipo de aparelho usar. Essa é uma escolha fundamental que influencia tanto o resultado, quanto a evolução da terapia, por isso, é tão importante conversar com o seu ortodontista sobre o assunto e conhecer melhor todas as opções de modelos existentes no mercado. Entre um portfólio repleto de benefícios, há o aparelho autoligado chama a atenção por apresentar um tempo de resposta mais rápido se comparado ao modelo tradicional fixo. O Sorrisologia conversou com o dentista Sérgio Henrique Casarim que explica as vantagens dos aparelhos autoligados.

1. O que é o aparelho autoligado?

O aparelho autoligado é um tipo de dispositivo ortodôntico como qualquer outro, a única diferença é que o bráquete usado possui características mais específicas. O profissional explica com detalhes a função sobre o apetrecho: "Esse dispositivo tem uma "porta" que prende o fio ortodôntico, não necessitando assim das borrachinhas que o aparelho tradicional utiliza”, afirma.

2. Como funciona o aparelho autoligado? Para quais casos ele é indicado?

Assim como o aparelho fixo, o aparelho autoligado não possui um tipo de restrição para ser utilizado, tudo vai depender do caso do paciente. O dentista explica que alguns quadros são mais facilmente revertidos com o uso desse dispositivo. “Ele pode ser utilizado em qualquer tipo de má oclusão, porém alguns procedimentos são facilitados pelo aparelho autoligado”, explica. O procedimento também pode ser adotado por pacientes de todas as idades, desde que seja recomendado por um profissional da área.

3. Quais as vantagens do aparelho autoligado?

Existem algumas vantagens no uso dos aparelhos autoligados, porém, Sérgio ressalta que esse dispositivo não representa um novo sistema na ortodontia, apenas que o conjunto do aparelho com os fios ortodônticos especiais facilitam o tratamento. “Dentre as vantagens do sistema bráquetes autoligados e fios ortodônticos especiais, temos a possibilidade de menos consultas ao ortodontista e menor tempo de tratamento em alguns casos. Além disso, o aparelho não mancha, pois não existem as borrachinhas”, comenta.

4. Cuidados que devemos ter com o aparelho autoligado

Como usar aparelhos, seja qual for o modelo, é sempre um grande compromisso com a saúde bucal, alguns cuidados passam a ser necessários. É preciso bastante atenção no momento de executar a higiene bucal, sendo o passa fio um item essencial no momento da higiene. O Sorrisologia separou um pequeno passo a passo para te ajudar.

1- Coloque o fio dental no buraco do passador, assim como é feito com uma linha de costura na agulha;

2- Com a agulha plástica já com o fio dental, passe-a por baixo do fio ortodôntico;

3- Estando o fio dental posicionado, este deve ser inserido entre os intervalos dos dentes;

4- Após a introdução e segurando cada ponta com um dedo, vá passando o fio dental pelo ponto de contato até o ponto de resistência da gengiva;

5- O fio dental deve ser pressionado contra o dente;

6- a remoção deve ser feita na direção contrária à gengiva.

Quer saber mais como funciona o tratamento ortodôntico? Confira assistindo ao vídeo do Manual do Mundo:


Este artigo tem a contribuição do especialista:
Sérgio Henrique Casarim Fernandes - Ortodontia e Ortopedia Facial
Juiz de Fora - MG
CRO-MG: 15649


TODAS AS MATÉRIAS: higiene bucal