16.12.2021

10 hábitos que podem melhorar a sua rotina de limpeza dental

Fazer a limpeza dos dentes corretamente é fundamental para manter a saúde bucal e prevenir problemas como mau hálito, cáries e gengivite. Veja algumas dicas!
Fazer a limpeza dos dentes corretamente é fundamental para manter a saúde bucal e prevenir problemas como mau hálito, cáries e gengivite. Veja algumas dicas!

Reforçar a importância da limpeza dental no dia a dia nunca é demais! Afinal, é por meio da limpeza dos dentes que conseguimos remover os resíduos de alimentos e bactérias acumulados na boca e prevenir os indesejados problemas periodontais, como o surgimento de cáries, gengivite, periodontite, mau hálito, entre outros. Para garantir esta proteção, é necessário saber como higienizar a boca corretamente. Além da escovação diária, que já é de praxe, alguns cuidados extras devem ser adotados para preservar a saúde bucal e manter o sorriso sempre bonito e branquinho. Pensando em te ajudar nesta tarefa, o Sorrisologia reuniu 10 hábitos que podem fazer toda a diferença na sua rotina de limpeza nos dentes. Confira a seguir!

 

  • 1. Escovar os dentes 3 vezes por dia

    O primeiro passo para aprender como fazer limpeza dos dentes de forma correta é entender que a escovação dentária deve ser realizada, pelo menos, 3 vezes ao dia: pela manhã, após o almoço e à noite. Certifique-se de passar a escova entre os dentes e as gengivas, fazendo movimentos pequenos, circulares e suaves por cerca de 2 a 3 minutos. Esta etapa é imprescindível para remover o acúmulo de resíduos e prevenir a fixação da placa bacteriana nos dentes. 

  • 2. Usar uma escova de dentes adequada

    A escolha dos produtos para higiene dental também desempenha um papel importante na limpeza dos dentes. No caso da escova de dentes, deve-se dar preferência a escovas com cerdas macias e arredondadas, visto que cerdas duras tendem a ser mais abrasivas para o esmalte dentário. Outro detalhe a ser levado em consideração é o tamanho do acessório. Escovas com a cabeça pequena conseguem alcançar todos os dentes sem agredir a gengiva e a boca e, por isso, são as mais indicadas. 

  • 3. Escolher o creme dental com base nas suas necessidades

    Felizmente, existe uma enorme variedade de produtos para limpeza dos dentes no mercado. Na hora de escolher o creme dental, procure um produto que atenda às suas necessidades e expectativas. Pessoas com sensibilidade dentária, por exemplo, costumam se dar bem com cremes dentais dessensibilizantes com flúor. Já quem deseja remover manchinhas dos dentes ou complementar o clareamento dental feito em consultório odontológico pode preferir um creme dental com ação whitening, que mostra resultados em até 1 semana. Atente-se às características do produto e eleja o seu preferido sem medo!  

  • 4. Usar fio dental todos os dias

    Você provavelmente já ouviu em alguma consulta odontológica a seguinte orientação: higiene bucal sem fio dental não garante os mesmos resultados. O fio dental é capaz de penetrar regiões que a escova não consegue e, por isso, é considerado um aliado indispensável na limpeza dos dentes. Ele ajuda a prevenir cáries, mau hálito e doenças periodontais e deve ser utilizado todos os dias (de preferência, antes de dormir). 

  • 5. Esperar cerca de 30 minutos para escovar os dentes após as refeições

    Nem todo mundo sabe, mas o ideal é não escovar os dentes imediatamente após as refeições. Este erro comum impede a saliva de reequilibrar o pH da boca e aumenta as chances de erosão dentária e proliferação de bactérias no local - principalmente, após a ingestão de alimentos ácidos, como frutas e sucos cítricos. Sendo assim, o indicado é aguardar cerca de 30 minutos para escovar os dentes depois de se alimentar. 

  • 6. Não exagerar no uso do enxaguante bucal 

    O enxaguante bucal (ou antisséptico bucal) é encarado por muitos como um passo diário da rotina de higiene bucal. No entanto, o uso do produto não deve ser indiscriminado! Ele tem a função de eliminar o excesso de bactérias da boca e, quando utilizado em demasia, pode gerar um desequilíbrio na flora bucal e tornar o ambiente mais vulnerável a infecções. 
    Dito isso, recomenda-se utilizar o enxaguante bucal sob orientação de um(a) dentista. Apesar de ser um coadjuvante na higiene oral, o produto pode ajudar no tratamento de cáries, gengivites, periodontites e ser muito bem-vindo em situações específicas. 

  • 7. Incluir o raspador de língua na rotina 

    O raspador de línguas é um acessório que vem ganhando cada vez mais espaço e reconhecimento na higiene bucal. Ele “raspa” a superfície da língua e remove aquela camada esbranquiçada que se forma a partir de restos de alimentos, bactérias e células descamadas da mucosa bucal, ajudando a combater o mau hálito e outros problemas bucais. 
    Se interessou? Converse com o(a) seu(a) dentista a respeito. Embora seja bastante benéfico para a limpeza dos dentes, o raspador de língua é contraindicado para alguns pacientes, como aqueles com aftas ou lesões causadas por herpes, por exemplo. 

  • 8. Trocar a escova de dentes com regularidade

    Trocar a escova de dentes com regularidade é mais importante do que muita gente imagina. Usar a mesma escova por um período prolongado de tempo leva ao desgaste das cerdas e ao acúmulo de bactérias no acessório, o que pode comprometer a remoção da placa bacteriana dos dentes e até mesmo gerar infecções no local. 
    Tendo isso em vista, a recomendação dos dentistas é de que a escova de dentes seja substituída por uma nova a cada 3 meses (em média). Alguns modelos de escovas te ajudam a lembrar deste cuidado e já apresentam marcações nas cerdas que, conforme o uso, vão perdendo a cor e ficando mais claras. Ou seja, basta querer! 

  • 9. Não esquecer da higiene bucal fora de casa

    Limpar os dentes após as refeições também é importante quando se está fora de casa - seja no trabalho, na escola ou em qualquer outro lugar em que você passe horas do seu dia. Nestes casos, ter o hábito de sempre carregar um kit de higiene bucal na bolsa, na mochila ou no carro pode ser a melhor solução. Reúna itens como escova de dentes, creme dental, fio dental e antisséptico bucal e, se possível, invista em versões compactas para aproveitar ao máximo o espaço do necessaire. 

  • 10. Visitar o dentista periodicamente

    Além de caprichar na rotina de higiene bucal em casa, é essencial manter a limpeza dos dentes no dentista. O(a) profissional fará uma avaliação detalhada da integridade dos dentes e gengivas e, quando necessário, dará início aos tratamentos e/ou procedimentos indicados (como clareamento, profilaxia para remoção de manchas extrínsecas do esmalte, raspagem periodontal, entre outros). 
    A frequência ideal das visitas ao consultório odontológico vai depender das especificidades de cada paciente. Mas, em geral, tenha em mente que as consultas devem acontecer, no máximo, a cada 6 meses.


Tags:

higiene bucal saúde bucal

Publicador de Conteúdos e Mídias

TODAS AS MATÉRIAS: higiene bucal