10.06.2022

Mordida aberta: diferentes tipos, tempo de tratamento e cuidados necessários

Quanto antes o paciente iniciar o tratamento da mordida aberta, mais rápido será o processo - que costuma durar entre 6 e 12 meses, mas varia dependendo do caso
Quanto antes o paciente iniciar o tratamento da mordida aberta, mais rápido será o processo - que costuma durar entre 6 e 12 meses, mas varia dependendo do caso

Comum em crianças que têm o hábito de chupar o dedo ou roer unhas, a mordida aberta é um tipo de má oclusão caracterizada pela falta de contato entre os dentes superiores e inferiores. Geralmente, esse problema exige um tratamento ortodôntico e algumas mudanças de hábitos, que são importantes para garantir a saúde bucal no longo prazo. O Sorrisologia conversou com a cirurgiã-dentista Marcelle Reis, especialista em ortodontia, que falou mais sobre o tempo de tratamento da mordida aberta e os cuidados necessários no processo. Confira!

Mordida aberta anterior e posterior: quais as diferenças?

Você sabia que existem diferentes tipos de mordida aberta? De acordo com a dentista, é importante fazer o diagnóstico correto antes de iniciar o tratamento. Afinal, a má oclusão pode ocorrer apenas na parte da frente ou então na lateral da arcada dentária. O uso correto do aparelho ortodôntico, bem como alguns cuidados, são importantes para consertar a posição dos dentes. 

“A mordida aberta caracteriza-se pela ausência de contato entre os dentes superiores e inferiores, quando não há o encaixe dos dentes, causando problemas funcionais. Na mordida aberta anterior há um acometimento dos dentes anteriores, muito observado em crianças que possuem o hábito de chupar dedo, por exemplo. Já a mordida aberta posterior é caracterizada pela ausência de contato nos dentes posteriores e pode ser unilateral - ou seja, acontecendo em apenas um lado da boca -, ou total”, explica a profissional. 

“Há ainda os casos em que a mordida aberta é restrita à região lateral da boca, afetando apenas alguns dentes. A mordida aberta pode ser causada tanto por hábitos deletérios, quanto por problemas de desenvolvimento esquelético”, complementa a especialista. 

Como tratar mordida aberta em diferentes situações

Tratar a mordida aberta o quanto antes faz toda a diferença, sabia? De acordo com a Dra. Reis, durante a infância, é possível reverter o quadro com mudanças de hábitos. No entanto, muitas vezes, é necessário complementar o tratamento com um aparelho invisível ou fixo. “Quando a mordida aberta dentária é diagnosticada na infância, é possível remover o mau hábito antes que os dentes permanentes erupcionem, corrigindo o problema. Quando o tratamento é tardio, temos a possibilidade de utilizar aparelhos ortodônticos para corrigir o posicionamento dos dentes”, afirma. 

A dentista destaca, ainda, que é necessário complementar o tratamento com outros procedimentos, principalmente quando o problema não se resume apenas à dentição. “Muitas vezes, é importante associar o tratamento com o acompanhamento fonoaudiológico, a fim de melhorar o posicionamento da língua. Nos casos de problemas esqueléticos, o tratamento é feito associado à cirurgia para o reposicionamento das bases ósseas”, esclarece.

Mordida aberta: tempo de tratamento pode variar

Com o devido uso do aparelho ortodôntico, é possível que a mordida feche no período de 6 a 12 meses. No entanto, de acordo com a dentista, esse tempo pode variar, pois cada caso tem suas particularidades e demanda certos cuidados. “O tempo de tratamento é variável, sendo influenciado pelo grau de complexidade do problema - se for dentário ou esquelético e pela idade em que se inicia o tratamento, por exemplo. É importante enfatizar que, para mordida aberta dentária, quanto mais cedo houver o diagnóstico, mais fácil tende a ser o tratamento”, explica a profissional.

Como prevenir mordida aberta: veja quais hábitos evitar

Embora a mordida aberta possa ocorrer por fatores genéticos, existem diversos hábitos que são prejudiciais e intensificam o problema. A Dra. Reis destaca que até mesmo na fase adulta, por conta de maus costumes, os dentes podem se deformar. Por isso, é muito importante evitar alguns vícios, seguir uma boa rotina de higiene bucal e consultar o dentista regularmente.

“A mordida aberta é um problema muito comum na infância, tendo como principal causa hábitos como chupar dedo ou chupeta, roer unha, sucção de objetos, por exemplo. Porém, também pode acometer adultos que tenham hábitos semelhantes. A interposição lingual também possui papel significativo nessa disfunção. É importante salientar que esses hábitos são causadores do que chamamos de mordida aberta dentária”, finaliza a especialista. 


Tags:

higiene bucal saúde bucal dentes ortodontia aparelho ortodôntico arcada dentária tratamentos

Publicador de Conteúdos e Mídias

TODAS AS MATÉRIAS: higiene bucal